Prologo

 

Klaus

 

Em meio a minha luta em conseguir dominar o sobrenatural, eu tinha um plano, era bom, até eu perceber quem Isabella era realmente.

– Klaus já está pensando em mim?

– Não, estou pensando em como matar seu pai!

– Você não pode matá-lo, é o primeiro vampiro de nossa raça. — Ela me olhou desdenhosa.

Bufei para ela. Pense em uma menina mimada, histérica, sem noção, fresca e rabugenta, agora multiplique por mil, pois o estado de meio vampira dela faz ser assim, essa é Isabella Volturi, meu carma.

– Meu Deus quanto elogio, não precisa querer me agradar desse jeito. Eu sei que sou diva, Klaus!

– Até parece!

– Um carma que você resolveu trazer para sua casa, porque quis! Agora vamos estou com fome e você disse que íamos caçar hoje.

– Eu trouxe comida.

– Eu quero sangue, de humano!

Como eu ia dizendo, essa é Isabella, agora me diga onde eu estava com a cabeça para sequestrá-la?

Que plano idiota!

– Ainda bem que reconhece! Ah e sua cabeça ainda está no pescoço até meu pai vir e arrancá-la.

– Tem como parar de ler meus pensamentos? Além de seu pai não poder te achar, ele deve estar dando graças de você estar aqui longe de Volterra.

– Que nada a guarda está a minha procura eu sei!

– Considerando o fato de que você não pode ser rastreada, sim a guarda deve estar te procurando.

Bem como eu disse, mimada grau mil!

É a vida, mas eu ainda serei o todo supremo das raças dos vampiros, e esta princesinha metida a vampira vai ter o que merece.

 

Bella.

Klaus é um idiota, isso sim. Ai que ódio, eu só queria saber o que os incompetentes que trabalham na guarda Volturi estão fazendo? Enquanto eu tenho que aguentar os discursos idiotas de “Eu vou dominar o mundo” do senhor foderoso e sexy Mikaelson, ai sério ele é lindo, mas cara é um chato, mala sem alça, um otário que pensa que pode dominar o mundo!

 

Ai quanta ladainha!

Eu já não aguentava mais morar em minha casa onde tinha que aguentar meu pai sempre com essa guerra na mente, com este espírito de dominação sempre. Por isso resolvi dar uma de humana e ir para uma faculdade. E agora onde estou? Aqui na casa deste tapado.

Eu devo ter tacado pedra na cruz, não eu não taquei de verdade, na época eu nem tinha nascido ainda, mas sei lá, sei que eu não mereço isso estar rodeada de homens que só querem poder e dominação.

Mas bem Klaus pode ser lindo e tudo, mas meu pai vai querer matá-lo, sério mesmo, ele deve estar me procurando, e se não estiver? E se eu tiver que viver aqui sempre ao lado deste híbrido esquisito? Tá legal eu sou híbrida também, não precisa jogar na cara, mas eu sou de humana e vampiro, ele é de lobisomem, eca, que nojo.

– Bella está pronta?

– Sim senhor soberano.

– Pare de idiotice.

– Você não quer dominar as raças de vampiros? E ser o soberano? Estou só treinando, baby.

– Vamos antes que eu desista de caçar com você.

– Olha Klaus você está a um passo de conseguir me irritar!

– E já não está irritada? Se você é chata assim imagina irritada!

– Você não vai querer me ver irritada, não sabe do que sou capaz.

– Acho melhor irmos, senão quem ficará irritado sou eu, e acho que você também não vai querer ver.

Anúncios