Observando os Cullens, eu vi muitos detalhes que qualquer pessoa deixaria passar, eles possuíam traços de ângulos perfeitos, cada linha, sua pele branca como giz, seus olhos profundos dourados, nunca comiam ou bebiam algo e Edward Cullen, sempre de óculos escuro, sua roupa preta, nunca de outro jeito.

Senti meu celular vibrar no bolso, o peguei e li “Uma Nova Mensagem”:

DE : D.S

PARA : Detetive Isabella Swan

“Não interessa como sei o seu número, me encontre no Mystic Grill.”

–Está tudo bem, Bella?-perguntou Elena.

–Claro, er…eu vou no banheiro.

–Ok.

Andei apressadamente pelo Grill, tive sorte que estava cheio e logo Elena me perdeu de vista, sentei em uma cadeira do balcão e um Barman veio me atender. Cabelos loiros, olhos azuis, mesma características do meu antigo amigo, Mike.

–O que a Senhorita gostaria?

–Uma Tonica com Vodka.

–Claro. -disse e foi buscar.

–Olá Detetive Swan. -falou uma mulher ao meu lado ,loira, bebia Whisky.

–Olá ,eu a conheço?-perguntei tentando me lembrar da onde a conhecia.

–Creio que não, ninguém me conhece.

–Como se chama?

–Alexia Branson.-estendeu a mão.

–Isabella Swan. -juntei nossas mãos em sinal de aperto.

–Aqui Senhorita .-o Barman me entregou a minha bebida e pegou o copo de Alexia. -Quer mais alguma coisa ,Alexia?

–Por em quanto não Matt ,obrigada.

Lexi -como a gostem que chamem- e eu começamos a conversar, amenidades foi quase a conversa inteira, perguntou sobre o meu trabalho, se estava gostando de Mystic Falls, entre outras coisa .Descobri que ela sabia sobre o ramo de Detetive, seu pai fora um.

POV LEXI!

Muito tempo se passou desde cada acontecimento, estava indo para Mystic Falls, a tal cidadezinha que o Salvatore morava. Ele era passado ,mas teria que acabar com ele, por minha irmã, por minha família, por minha humanidade, por tudo que um dia tive.

Damon Salvatore, era o nome de quem iria me vingar. Ele me tirou tudo, desde a minha família até a minha vida.

Sempre estive atrás de seu paradeiro, e somente agora soube que voltara a sua cidade natal, e era para lá que iria, e tinha muita pesquisa em mãos, e ate seu novo ponto fraco eu sabia.

FLASH BACK ON

Era um dia ensolarado em Chicago, hoje era aniversário de minha irmã mais nova, Alicia, ela faria 15 anos, era linda, tinha cabelos castanhos lisos, seus olhos violetas, hipnotizavam e atraiam todos. A festa estava maravilhosa, meu pai, que não consegue acreditar que “perdeu” suas duas únicas filhas, estavam grandes e não eram mais seus bebês.

No meio da festa, um rapaz chegou, seus cabelos pretos, seus olhos azuis, tais profundos e envolventes, seu andar era de quem desfilava, olhava tudo com admiração ao mesmo tempo entediado, exalava sensualismo e beleza, andou até meu pai e cumprimento-o com um aperto de mão ,meu pai fez um sinal para eu me juntar a ele, minha mãe e minha irmã.

–Sim, Pai?-falei ao chegar perto deles.

–Gostaria que você conhecesse o Senhor Salvatore, filho do meu amigo que morreu. -disse apontando sutilmente em direção a o Senhor Salvatore, ele devia ser novo.

–Prazer Senhorita Branson, sou Damon Salvatore ao seu dispor. -disse pegando minha mão e a beijando.

–Prazer é todo meu. -falei fazendo uma reverencia.

–Lexi, mostre a ele o quarto ao seu lado, ele ficará lá. -disse mamãe.

–Queira-me acompanhar?

FLASH BACK OFF

Depois daquele dia, nós tornamos amigos, digo até inseparáveis ,Alicia se juntou a nos, tornando o Trio. Mas eu via que Lici, não tinha apenas amizade, nutria um sentimento verdadeiro, o Amor. Toda vez que estava só eu e ela, falava sobre Damon, os seus olhos brilhavam de uma forma intensa e forte.

Eu também via que Damon não era apenas o que achávamos, ele era misterioso e as vezes era esquisito sai a tarde e chegava na calada da noite ,algumas de suas roupas ficavam sujas de um liquido vermelho, mas no último dia de sua estadia, vi com meus próprios olhos a pior cena. Jamais esquecerá que ele matou a única pessoa que o amava.

FLASH BACK ON

Era 21:00,estava voltando da casa de minha amiga, Rose,(N/V: Essa Rose não é a Rosalie de Twilight, e sim a Rose de TVD.),ouvi gritos vindo de minha casa, corri pelo gramado, ao adentrar na casa, vi uma cena que se tornou a pior e mais marcante lembrança que tenho.

Os corpos de meus pais estavam jogados no chão da sala ,um em cima do outro, suas roupas finas com manchas vermelhas, sangue, o carpete também sujo, e minha irmã, Alicia ,na mão de Damon, ele sugava seu sangue, vi o pavor e tristeza no olhar de Alicia, antes de fecha-los para sempre. Damon a largou no chão e virou-se para mim lentamente.

–Veio apreciar o Show ou fazer parte?-por sua boca escorria o sangue de Alicia ,suas mãos marcadas que fora ele o criminoso.

–Damon…-sussurrei chocada.

–Não! O Bicho-Papão. Gostou de conhece-lo?-disse sarcasticamente.

–Você a matou?!SEU CRAPULA.-gritei ainda assustada.

–E você será a próxima. -disse e me pegou sugando meu sangue.

(…)

Abri os olhos lentamente, não me lembrava de quando havia fechando-os, estava na minha cama. O sol raiava lá fora, tudo que aconteceu, parecia um sonho, mais para pesadelo. Levantei e olhei-me no espelho, não havia uma marca no meu pescoço, minhas roupas limpas, constatei que tudo deveria ter passado por um pesadelo.

Desci as escadas lentamente, mas não era um pesadelo, vi novamente os corpos de minha família no chão, ele havia os matados sem dó nem piedade, nós acreditamos nele, para fazer isso com nós, corri para longe tentando apagar essa lembrança. Percebi que corri numa velocidade sobre-humana ,parei e minha pele começou a queimar, escondi-me na sombra próxima.

Um cheiro bom ,me invadiu, corri atrás dele, não me importando se estavam me vendo ou se minha pele queimava. Era cheiro de sangue do Sr.Matarazzo, havia cortando-se, não pensei duas vezes antes de colocar minha boca em seu pescoço e sugar cada gota de seu sangue, me senti forte, criando energia, seu gosto era melhor que o cheiro, descia perfeitamente pela minha garganta.

O matei após drenar todo seu sangue. Assustada voltei para casa, encontrei uma folha na caligrafia de Damon, a li e lá explicava o que havia me tornado, O que eu era agora!

FLASH BACK OFF

Depois daquele dia, prometi vingança contra Damon, iria me vingar por meus pais, minha humanidade, minha irmã, Alicia, e seu amor. Bella me lembrava minha irmã com seu jeito doce e meigo, mesmo Bella sendo dura por causa de seu trabalho, ela era meiga, eu já a considerava como uma amiga, iria ajuda-la com seu caso.

Sei quem estava causando e faria Bella descobrir também, o problema de me apegar a Bella era que ela era um dos alvos a principio de minha vingança, o ponto fraco de Damon, mas sabia que acharia outro ponto ao qual faria minha vingança.

A conversa com Bella foi simples e clara, não a deixei saber quem ou o que eu era, primeiro teria de saber o que ela realmente sabia sobre os vampiros.

Depois de conversarmos quando Bella se retirou por um instante me retirei também, senti a presença dele próxima, e ainda não era hora dele saber de minha presença, sai desaparecendo na noite.

POV Bella.

Deixei Lexi e fui ate o toalete olhei no espelho, meus olhos já estavam vermelhos pela bebida, lavei o rosto, mas era estranho ter esta sensação, eu nunca tinha me sentido tão bem ao lado de alguém Lexi era como se fosse de minha família, alguém com quem eu poderia me abrir totalmente.

Voltei ao salão e não mais a vi, voltei a minha atenção a Elena que estava jogando bilhar com seu irmão, os Cullen ainda estavam ali, e seus olhares eram complicados e confusos.

Fui ate Elena.

_Bella, voltou, estava com uma amiga? Quem era?

_Lexi! Vocês não a conhecem?

_Não, nunca a vi por aqui!

Era estranho, mas ao mesmo tempo era comum a chegada das pessoas novas a esta cidade.

_Podemos jogar?

Um dos casais dos Cullen aproximou-se da mesa de bilhar.

_Emmett? Sim… claro!

Elena parecia desconfortável com a presença deles, era Emmett Cullen e Rosalie hall.

_Garanto que este jogo vai ser interessante, a detetive vai jogar também?

A loira me perguntou, seu olhar era totalmente incompreensivo.

_não obrigado assim vocês ficam em pares.

_Não precisa Bella, meu irmão estava de saída.

_Tudo bem.

O jogo foi interessante, mas claro que os Cullen ganharam, eles tinham uma certa vantagem a qual Elena não tinha conhecimento, mas eu sabia exatamente esta vantagem.

_e a detetive, esta gostando do trabalho na cidade?

_Estou sim, mesmo se tratando de uma cidade pequena ela tem mais do que parece de mistério e coisas para se investigar.

_Certamente são coisas que no fim são simples, aqui geralmente temos mais ataques de animais, no entanto eu prefiro caça-los.

Emmett disse olhando diretamente para mim, enfatizando a parte de “Caça-los”.

Era impressão ou estavam dando alguma indireta.

O jogo chegou ao seu fim, e meu alivio veio junto.

Olhei para o lado e Damon estava encostado no balcão.

_Fazendo novas amizades?

_O que faz aqui?

_Estava te vigiando.

_Eu já te disse que não preciso de vigia.

_Não é o que vejo, os Cullen estão todos loucos com sua presença, eles sabem exatamente o que anda investigando, e mais, eles já sabem que você sabe sobre os vampiros.

_Como?

_Bella, Vampiros como os Cullen, eles vivem a séculos, sabem muita coisa, lembram de você e sabem que você não é idiota também.

_Isso explica os olhares deles durante aquela partida.

_Bella, já te disse tome cuidado.

_Eu já te disse, sei o que estou fazendo e sei me cuidar.

_Você não sabe de nada!

Anúncios