revelação 10

A Revelação.

Bella POV

Quem diria que estaria um dia em uma situação que me lembraria perfeitamente da situação que passei em meu aniversário de 18 anos.

Hoje entendo perfeitamente o que Edward sentiu, é difícil ver quem você ama em uma situação risco, principalmente se esta situação de risco é devido ao que você e sua família é.

Reneesme estava descontrolada, ela puxou meu braço e senti ele ser quebrado, mesmo com a recuperação rápida dos vampiros não deu tempo, ela me jogou contra uma arvore, Nesie não era tão forte quanto um vampiro normal, no entanto não lutei com ela, era contra natureza lutar com sua própria filha.

_Reneesme não! Edward a segure!

Consegui gritar, levantei-me e rapidamente coloquei meu braço no lugar e me coloquei a correr em direção a casa, estava em uma situação alarmante, e meus sentimentos estavam muito intensos, ao entrar na casa e me deparar com aquela cena, não pensei muito, me coloquei a pular sobre Reneesme que estava quase mordendo Charlie.

A segurei, vi que ela observou a situação, então a retirei de cima de Charlie.

_Mãe, Pai? Ela olhava confusa, e a vi colocara a mão na garganta.

_Bella ela esta com a sede muito intensa.

_Edward a leve daqui, e não deixe sair, vou falar com Charlie.

_Bella…mas…

_Vá, me responsabilizo por tudo que dizer aqui, agora vá!

Edward mesmo relutante retirou Renesme da sala, e a levou para o chalé, olhei para meu pai e estava em estado de choque com a situação.

Carlisle, Nolan e Esme que estavam no jardim estava ali observando tudo, mas não atreveram-se encostar em Nesie e nem em mim, mantearam-se distante da situação.

A sensação de impotência me dominou, pelo menos quando a situação foi comigo a alguns anos, eu sabia o que estava acontecendo, e sabia onde estava  me metendo, sabia do perigo, mas Charlie, mesmo sabendo que éramos diferentes ele não tinha noção da realidade e da gravidade que era a convivência com vampiros, só havia duas alternativas viáveis, mentir para ele novamente e irmos embora o que deveria ter sido feito a tempos, ou a que estava prestes a fazer, mesmo sabendo as consequências, Charlie merecia a verdade, mesmo ele relutando para saber, tanto ele como Reneesme e até eu mesma sofreríamos todos se nos distanciássemos agora.

Corri até a cozinha sem me preocupar com a velocidade, vi que Charlie não tirou os olhos de minhas atitudes e de minha velocidade, ao chegar em segundos com o copo da agua para ele.

_Tome Pai.

Ele tremia um pouco, e pegou o copo da agua de minhas mão.

_Venha, sente-se temos que conversar.

Esme percebeu o que eu faria, então pegou pela mão de Carlisle, e olhou para Nolan.

_Vamos deixar Bella conversar com Charlie, vamos ver se Edward precisa de ajuda.

Como viram que não me preocupei com o disfarce, eles igualmente saíram em sua velocidade de vampiro.

_Bella.- Meu pai sentava-se e engolia seco a saliva, media cada palavra que saia de sua boca- Sei que sempre disse não querer saber a verdade toda, somente o necessário, mas agora acho que é necessário.

_Sim pai, vou te contar tudo, mas antes quero que saiba, que a partir do momento em que você fique sabendo da verdade, fica a sua escolha se ainda permaneceremos aqui em Forks, pois se for de mais para você, vamos embora e assim manteremos você seguro.

_Bella deixe de ser boba, jamais vou querer que vocês vão  para longe.

_Veremos depois da verdade.

_Então me fale esta verdade.

_Vamos por partes, pai sei que é irreal e impossível de acreditar prontamente, mas muitas das lendas e histórias de terror que estamos acostumados a tratar como histórias são verdadeiras.

_Sim eu sei, pense que eu me lembro muito bem de ver Jacob se tornando um lobo em minha frente, mas algo que sempre me atormentou foi o que tem a ver com vocês, claro que tem algo muito diferente aqui, eu vi Nesie ser um bebê e em apenas meses ela ficar uma criança, e em poucos anos ela esta ai uma garota, sei que ela não é adotada como dizem, e só deus sabe que isto me atormenta muito, mas Sue sempre me diz que há coisas que devemos deixar a natureza tomar conta.

_pai, sei que sabe disto tudo, pai o que não sabe que para você é perigoso estar entre este mundo, já ouviu falar de vampiros não?

_Sim claro, em filmes, e o que isto tem a ver?…- ele pausou na pergunta e encarou meus olhos dourados e intensos, senti que estavam como ouro liquido pois o veneno estava intenso nesta região, não podia chorar e era assim que meu corpo reagia.

_Entende pai? A família de Edward e eu agora somos uma espécie de vampiros, mas nada a ver com estes filmes ai que você vê.

Charlie afastou-se por um instante, deu paços largos de um lado para o outro.

_E você sempre soube disto?

_Quando chaguei em forks e conheci Edward desconfiei que ele era diferente e depois de jake contar umas histórias de sua tribo, fiz algumas pesquisas e depois confirmei, soube sempre o que Edward era.

_e o que você diz sobre ser diferente dos filmes, sol? Pois você anda de dia sempre te vejo.

Ri um pouco Charlie estava com as mesmas duvidas que tive de inicio.

_Bem, não queimamos com o sol, não temos problema com alho e nem agua benta.

_E a alimentação.

_Então este é o problema, os filmes estão certos, vampiros alimentam-se de sangue.

Vi Charlie ficar branco, e pensar um pouco.

_Então hoje Nessie ela…

_Sim ela tentou te atacar, mas é outro caso, Nessie não é uma vampira completa, ela é meio humana e meio vampira, ela nasceu de mim quando eu ainda era humana, nós somos diferentes de outros vampiros, nos alimentamos de sangue de animal e não de humanos.

_Edward fez isto com você?

_Pai escute, quando asei com Edward queria ser como ele, eu o amo e a única de forma de ficarmos juntos seria esta, no entanto não sabíamos que podia ser possível o que ocorreu, gerei Nessie ainda humana, mas foi complicado e quase morri para dar a luz a ela, na verdade morri, se não fosse Edward me transformar estaria hoje morta, saiba pai que nada foi programado desta forma, Nessie foi um milagre ao qual nem imaginávamos poder ter,

Charlie continuava a caminha de um lado para o outro, sabia que a duvida estava nele, ele sempre soube que éramos diferentes, mas a verdade assim nua e crua, não é fácil de digerir.

_Pai, Nessie te ama, desde que te viu pela primeira vez, ela nunca foi um risco, porém hoje foi um acidente, ela esta em um estado delicado e não se alimenta a tempos, eu já passei por uma situação assim a anos atrás lembra-se de meu aniversário de 18 anos?

_Sim você comemorou aqui com os Cullen, e depois Edward foi embora.

Mesmo vampira e sabendo que esta possibilidade nunca mais estaria presente, era doloroso lembrar deste tempo, as lembranças humanas ainda turvas eram fortes, eu me apegava a elas, eram parte de mim.

_Sim, ele foi embora por conta de uma situação similar com Jasper, eu cortei meu dedo como era muito desastrada- meu pai deu leve um sorriso lembrando desta diferença em mim agora.- e foi o que bastou para ele tentar me atacar, Edward me jogou longe e cai em cima de uns pratos, e sangue fez com que o instinto de todos ficasse aguçado, Edward percebeu a situação, e não pode ficar perto de mim nem para um curativo que Carlisle fez, pai saiba que hoje soube exatamente o que ele sentiu, pois para te ver seguro eu era capaz de ir embora agora nem que isso significasse não te ver mais somente para te manter seguro.

_Por isso eles foram embora daquela vez?

_Sim, Edward não imaginava que eu ficaria daquela forma sem vida que fiquei, entenda pai Edward e ei temos que ficar juntos e foi assim que ele aceitou a minha transformação, ele não queria isto para mim.

_Bella, estou sem palavras, sabe você é minha filha seja o que for, e Nessie é claro a amo também desde que a vi pela primeira vez, sempre soube que ela era um pedaço de você, e ela carrega você em muitas atitudes, prometa uma coisa para mim filha.

_Sim o que quiser, e saiba que se for de mais…

_Shi..- meu pai aproximou-se de mim e me abraçou.- te amo menina, e jamais quero você longe de mim, se for mesmo necessário tudo bem, mas ate agora estamos indo tão bem.

Se pudesse verter lagrimas de meus olhos eles estaria cheios, abracei meu pai, agora ele já não se assustava com a minha temperatura, em muitas coisas eu sempre fui parecida com Charlie e ai estava uma coisa, ele não se importava se éramos perigosos, Éramos da família.

_Tenho somente uma duvida, o que tem a ver Jacob ser um lobo e vocês serem o que são?

_Bem, Jake vem do seu sangue ele é o que é, nasceu assim, é uma forma da tribo dele se proteger dor chamados Frios, nós os vampiros.

_Mas como ele e a Nessie? E vocês??

_Pai ai esta outra história complicada, por hora saiba que este foi outro milagre que salvou a vida de Nessie, mas agora temos outra preocupação com a relação dos dois.

_O que? Você disse que Nessie esta com um problema por isto ela me atacou.

_Sim, Nessie esta em um estado complicado, e mesmo tentado não demonstrar estamos todos preocupados, Carlisle esta tentando dar um jeito na situação.

_Bella, acho que já sei o bastante para você ser totalmente franca comigo.

_Bem, pai, Nessie esta gravida de Jake, vê a complicação?

_Sim, são diferentes, e se você teve problemas ela também terá?

_Não sabemos a gravidez dela esta sendo diferente, Carlisle esta tentando ver as possibilidades, mas o caso dela é mais raro ainda que o meu.

_Uma duvida? Como Carlisle consegue ser médico?

_Ele nunca alimentou-se de sangue humana em seus mais de 300 anos.

_300 anos?!!! Ual, bem – seus olhos arregalaram-se- E você?

Ri da suposição de meu pai.

_Eu também nunca, tenho a ficha limpa, Rose somente fez justiça, mas nunca alimentou-se também de sangue humana, os demais já tiveram suas vidas antes ou uma recaída.

Charlie arregalou os olhos, mas deixou passar a informação, que percebi ser de mais para ele naquele momento.

Neste instante, Carlisle entrou pela porta dos fundos e correu até a biblioteca que agora era um consultório.

Ele voltou com algumas bolsas de sangue.

_Bella, vamos tentar ela não pode ficara assim.

_tente Carlisle quando Jacob chegar conversamos e explicamos tudo a ele.

_Explicara ajacob o que? – Charlie olhou as bolsas de sangue e deduziu naquele mesmo instante.

_Charlie Nessie quer te ver e para isto precisamos que ela esteja alimentada corretamente.

Pude perceber a cara de nojo de meu pai, ele torceu o nariz, mas nada questionou, foi quando Jake entro pela porta da frente.

_Bem também quero vê-la,  Jacob vai entender.

_O que eu devo entender.

_Jacob , temos que alimentar Nessie hoje ela quase atacou Charlie.

Jacob observou a situação e entendeu tudo.

_Agora ele sabe tudo?

_Sim, o principal ele sabe.

Ele pensou um pouco.

_Carlisle, ela já se alimentou assim quando criança, acho que é para o bem dela, pode fazer o que for melhor para ela e para o bebê.

O alivio entrou em mim, sabia que daria certo.

Ficamos ali na sala da casa grande, esperando, Charlie não fez mais perguntas, Jacob que quebrou o silêncio.

_Charlie, quero te convidar para uma conversa na fogueira na tribo.

_O que?

_Sim, você merece saber tudo, e lá contamos as histórias da tribo, você deve saber também.

_Jacob eu vou, mas ainda não estou satisfeito em ser um Bisavô tão cedo.

_Sei Charlie, mas veja pelo lado da Bella e do Edward eles serão avôs.

Rimos juntos da situação que agora era tratada com tranquilidade, enquanto estávamos ali descontraídos, Nessie entrou com Edward pela  porta dos fundos, seu rosto era mais corado, sabia que tinha se alimentado e não tinha botado para fora.

_Deu certo?

_Sim, ela não vomitou.

Reneesme estava receosa, olhou para Charlie com vergonha.

_Vô, pode me desculpar.

_Claro querida, venha quero te dar um abraço.

Era lindo vê-los ali  juntos.

 

Anúncios