Tags

olá, consegui postar novamente na terça, espero conseguir toda semana, desculpe se o capítulo ficou menor do que o normal, mas como disse meu tempo anda reduzido e não queria que vocês ficassem esperando muito, repito que estou sem alguém para betar os capítulos, assim ficam sem correção de uma segunda pessoa, sabemos que é ruim corrigir as próprias coisas que escrevemos, mas faço o possível,  boa leitura:

lembranças 6

POV Reneesme

 

Acordei e estava sozinha, eu tentava lembrar-se de quem eu era e o que estava fazendo ali, mas nada vinha a minha mente, eu temia dormir, pois cada sonho me trazia uma sensação de que estava vazia, a única coisa que me acalmava em meu sonho era a imagem de um lobo enorme, eu sabia que tinha de ter medo deste lobo, mas não tinha.

Tentei me situar então observei o quarto que estava era muito bem decorado, e claro, bem minha mente não ajudava, mas podia ser um hotel.

Duas batidas na porta me tiravam de minha meditação.

_Entre, foi o que me veio a falar.

_Oi, você esta bem?

_Quem é você?

_Bem que Selena me avisou sobre sua memória, eu sou Nolan, sou seu amigo, pode confiar em mim.

_Eu nem sei quem eu sou, e o que faço aqui, como vou confiar em você.

_Bem, minha irmã Selena a trouxe aqui para te proteger, e eu vou te levar a um lugar melhor, aonde ninguém vai te achar.

_Me proteger do que? E quem não vai me achar? Por quê?

_Calma Reneesme.

_Sim eu reconheço este é meu nome, não é?

_Sim, mas na verdade você gosta que te chamem de Nessie.

_Bom tudo em, mas vai responder minhas perguntas.

_Por hora, é bom saber que está em perigo, e as pessoas que vão tentar te achar, são muito poderosas, e até que você esteja segura eu vou te levar a um lugar.

_Mas eu não tenho família? Nem amigos além de você?

_Não, você é sozinha Nessie, agora vamos.

Não fazia sentido eu ser sozinha e estar correndo perigo, mas eu não tinha em quem confiar e Nolan e Selena eram os únicos que eu tive contato até o momento e se quisessem me faze mal, já o teriam feito.

 

Mais que depressa Nolan e eu saímos do Hotel, e pegamos um táxi, eu comecei a sentir uma sensação estranha, não era fome, era a garganta seca.

_Eu estou com. – coloquei a mão em minha garganta.

Calma Nessie, você está com sede. Ele falou baixo o bastante e o motorista não prestou atenção, eu observei seu pescoço, e pude sentir sua pulsação intensa, minha garganta ficava cada vez mais seca, e um instinto me consumia, Nolan segurou firme meu braço.

_Calma, Nessie, aqui não, você não vai querer fazer isso aqui, e nem com um humano.

Descobri que minha sede era de sangue.

_Eu tenho sede de sangue?

_Sim, agora calam você só esta se alimentando com comida há dias, não sabe quanto tempo caçou, aonde vamos poderá fazer isso com segurança.

Chagamos a um campo aberto, e Nolan entregou um dinheiro a o taxista.

_Vamos, daqui corremos, me acompanhe.

Nolan se colocou a correr, e eu o acompanhei com facilidade, era uma velocidade incrível, era novo, pois eu não me lembrava destas sensações, eram naturais e eu sentia serem comuns, mas nada me vinha à memória.

Chegamos a uma casa, em meio a uma pequena fazenda acho, pois tinha animais, cavalos, eu senti como se fosse algo que eu quisesse há tempos, fiquei deslumbrada com tudo, mas a sede me invadia e eu queria me saciar.

_Vamos caçar antes de nos acomodar você não está bem.

Nolan me levou adentro de um pequeno arvoredo, avistamos um cervo eu cacei com facilidade e me saciei com seu sangue, mas ainda estava com sede, segui mais um rastro e cheguei a um campo aberto onde encontrei lobos caçando também, eu encarei um Lobo.

_Mate-o- Nolan gritava. -è um carnívoro, você se saciará melhor.

Mas eu tentei, e não consegui algo me deu pena e compaixão do lobo, então voltei e cacei mais um cervo.

_Porque não caçou o Lobo?

_Não sei, não consegui, algo me impediu, foi como se visse que o Lobo tem algo humano.

_Não tem, é um lobo do mato, simplesmente isso.

_Tudo bem agora vai me levar algum lugar e me contar porque estou aqui e quem sou eu, e porque querem me fazer mal?

_Calma, tudo há seu tempo. Vamos.

Acomodamo-nos na casa grande, era aconchegante, o ambiente, tudo em seu lugar, na sala grande tinha um piano grande, eu podia sentir a familiaridade com o objeto, Nolan me mostrou meu quarto, e mostrou onde seria o dele.

Estava cansada com a caçada, então decidi me deitar, mesmo temendo meus sonhos eu tinha que ter este descanso, mas ao me deitar uma sensação de náusea me invadiu, e corri ao banheiro, todo sangue que me alimentei, foi para fora.

_O que você tem?

_Não sei, simplesmente passei mal.

_Calma, acho que foi agitação de mais, descanse um pouco depois tentamos caçar novamente se precisar.

Deitei minha cabeça n travesseiro e logo o sono me invadiu.

 

POV Jacob

 

_Edward, calma não sabíamos que isso seria possível, eu nem sabia da conversa com ela e Carlisle.

_Tudo bem Jacob, entendo, eu estive em uma situação parecida, na verdade eu já estava casado, não é mesmo, mas isso não vem ao caso com vocês não é.

_Tudo bem, agora tem que nos concentrar em encontra-la.

_Iremos à Itália, confrontamos Jane e Caius e saberemos onde ela está.

_Mas não é mais fácil entregar o Aro?

_Vamos se reunir e saberemos a melhor forma.

Demos uma desculpa para Charlie para uma viagem repentina, e para o sumiço de Reneesme, Rose e Esme ficaram em cãs para garantir a segurança de Charlie, Carlisle e Emmett foram conosco, era triste ver os casais se separando eu sentia isso na pele, mas era a única forma de protegermos todos os lados.

Os lobos foram avisados, e deixei a alcatéia em direção de Leah.

Embarcamos para a Itália, lá encontraríamos Jasper e Alice.

O vôo foi tenso, eu somente pensava em minha Nessie e onde estaria, e nosso bebe, como ela estava, será que seria possível? E se a gravidez dela fosse parecida coma de Bella, como ficará?

_Calma Jacob, o organismo de Nessie é bem diferente do da Bella quando humana, certamente é preocupante, mas pode ser que não.

_Espero que esteja certo Edward.

Desembarcamos e logo encontramos Jasper, ele tinha reunido muitos vampiros, alguns que já conhecíamos como Benjamim, Garrett, as amazonas, e outros novos, mais selvagens, no e tanto todos aceitaram que o melhor era aceitar que Jasper tinha razão.

 

Reunimos com todos, e o plano era falar com Caius, Aro não queria mais fugir, e decidiu que era hora de enfrentar seu irmão, e repensar as possibilidades como ele chamava.

Bella estava muito ansiosa para encontrar Jane, sua raiva e sua vontade de encontrar sua filha a faziam ficar impaciente.

Preparamo-nos como fossemos a uma guerra, mas o que mais queríamos era que somente uma conversa resolvesse, a única coisa que queríamos era a paz novamente, e Nessie em nossa família.

Chegamos aos limites de Volterra, e um dos vampiros da guarda estava de campana, Edward leu a sua mente e soube que ele tinha ordens de levar Aro vivo a Caius, aproveitamos a situação para se achegar.

 

_Viemos em paz meu caro.

_Devo avisar que Caius quer somente você Aro e Marcus.

_E eu tenho minhas condições, eu só falo com meu irmão se ele receber meus novos amigos.

Era repugnante saber que ele estava nos chamando de amigos, mas era parte do jogo.

O vampiro, ao qual eu não sabia o nome e nem de quem se tratava, somente chamou outro, que entrou em contado acho que com mais e a informação voltou como raio, logo estávamos autorizados a entrar.

Bella nos mantinha em seu escudo por precaução a presença de Jane e Alec.

Entrar nos limites de Volterra era estranho, me sentia como um animal indo ao abate era terra deles, e eu era um lobo, intruso.

Sentia meu corpo tomado pela febre, e espasmos aproximando, o cheiro era repugnante, muitos olhos vermelhos voltados a nosso pequeno grupo entrando nos limites de Volterra.

Edward e Bella iam à frente, eu e Carlisle e Emmett logo atrás, Jasper e Alice não nos acompanharam, ficaram com o grupo maior no lado de fora da fortaleza, à ordem era a qualquer movimento diferente, eles assumiam e entravam em modo batalha, eu só entrei no covil dos vampiros, pois queria saber do paradeiro de Nessie.

Sabia que Edward lia cada pensamento meu, e se limitava e me encarar e tentar me acalmar percebia a s mão dele e Bella sempre juntas.

Eu queria estar de mãos dadas com Nessie.

Depois de passar por um corredor, que parecia não ter fim, lembrei-me de quando Bella teve que vir aqui e era somente uma humana, imaginei seu medo, neste instante Edward me olhou.

_Não se preocupe agora ele é que nos protegerá.

Ele sorriu a Bella, que entendeu meu pensamento.

_Hoje vejo este corredor de forma diferente, da outra vez achei que ia morrer.

_E hoje acha que não temos esta chance?

_Estou mais confiante.

Ela sorriu para Edward.

Era incrível esta cumplicidade.

Chegamos a uma porta que tinha forma de um portão, e ela se abriu com um ringindo me fazendo sentir-se em um filme de terror.

Lá estava à figura pálida loira e totalmente morta de Caius, a ultima vez que o vi, eu estava em forma de lobo, mas ele estava igual.

Ao seu lado estavam Jane e Alec, os gêmeos bruxos.

Aro estava entre nós, se posicionou a frente, e Carlisle o acompanhou, sabia que ali começaria um dialogo daqueles que os vampiros amam ,podendo ser infindável.

 

 

POV Reneesme.

 

O rio corria lento e calmo e de repente ficava rápido, eu sentia a fluência das aguas que me acalmavam, mas o que me chamou atenção era a criança, ela nadava, sem medo, era rápida, e mergulhava lindamente, uma voz ao fundo me dizia.

“Ela nada como você”

“Eu sei” respondia para voz, mas não via o rosto de quem era.

“As aguas não mudam o ritmo.” A voz dizia.

“Como eu não mudo.”

Virei-me e nada via, ninguém estava por perto, mas um lobo estava sentado a ao meu lado eu não tinha medo, eu me sentia bem ao seu lado.

 

 

Acordei e desta vez não tive a sensação de vazio, era como se aquele sonho fosse meu refugio.

Senti meu estomago com fome, me direcionei a cozinha, e lá busquei na geladeira, quando percebi estava comendo muito além do normal.

Nolan entrou pela porta e espantou-se a me ver.

_Está acordada, como dormiu?

_Bem, maravilhosamente bem.

_Vejo que já se serviu então não vai querer caçar?

_Acho que não.

 

Eu queria respostas, então ia começar a fazer perguntas, quando novamente olhei o piano no centro da sala.

_De quem é este piano?

_Deve ser do antigo morador, sabe não tive tempo de redecorar.

_Nolan você disse que me conhece, então eu toco piano?

_Acho que não.

Algo me dizia que ele mentia, então cheguei perto do piano e me sentei.

Abri a tampa das teclas, e meus dedos tocavam de leve cada peça, as brancas e as pretas, foi ai que algo aconteceu, eu dedilhava uma melodia, fechei meus olhos e ela fluía sozinha, era parte de mim, sim eu sabia tocar, o mais impressionante era que eu me sentia muito bem, mas foi no instante em que eu ia terminar a musica uma imagem veio à mente, um homem muito lindo estava ao meu lado e tocávamos juntos, eu era uma criança.

Continuei a tocar, estava me fazendo bem, as lembranças vinha, a menina no piano de cachos, linda tocava lindamente e o homem ao lado sorria como se ela fosse à coisa mais importante para ele, do outro lado do piano outra mulher linda, perfeita também observava, ambos de olhos dourados intensos, eram de pele branca como a neve, seus sorrisos eram perfeitos, eu continuei a tocar, quando percebi.

Abri meus olhos e encarei Nolan.

_Eu me lembro!

_Lembra-se do que?

Sua expressão era de preocupação.

_Não me lembrei de tudo, mas lembrei de meus pais, eu tocava com meu pai, e minha mãe me observava.

_Será que é uma lembrança?

_Tenho certeza que é! Nolan você disse que sou sozinha, meus pais morreram?

_sim.

Algo em mim entristeceu-se, sai do piano e não conseguia imaginar uma dor maior do que perder os pais.

Eu queria respostas confrontar Nolan, mas eu só tentava arrancar mais lembranças de minha mente, então decidi tocar mais.

___________________________________

Notas finais:

Jacob, Edward e Bella cara a cara com Caius, Jane e Alec?
o que será que vai dar, será que vão conseguir fazer algum acordo?
Renesme sendo mantida escondida por Nolan que esta mentindo para ela?
porém, suas lembranças estão voltando, ela não consegue caçar um lobo, tem um lobo em seus sonhos, jacob esta forte em seu coração será que ela vai lembrar-se dele logo?
e o piano? ela lembrou de seus pais, mas Nolan insiste em não contar nada para ela e ainda mente que seus pais estão mortos?
no próximo capítulo teremos respostas a estas e outras questões que irão surgir, beijos
Izis

 

 

 

Anúncios