Tags

, , ,

24.O despertar

(MUSICA1)

The Fray

How to save a live -Como salvar uma vida.

http://www.vagalume.com.br/the-fray/how-to-save-a-life-traducao.html

Reneesme

Estava num lugar escuro, e nada era como eu estava acostumada.

Nunca senti frio em minha vida, mas sentia agora.

Nunca senti um medo tão grande, mas estava sentindo.

De repente eu sentia algo pior que tudo isso, eu sentia um vazio.

Isso nada, não estava sentindo nada.

Eram assim todas as minhas noites, eu não sonhava, não tinha pesadelos era somente um nada, um vazio.

Era assim também comigo eu era um nada, oca, vazia.

Na escola eu fazia o dever, respondia e minhas notas continuavam excelentes, eu continuava a mesma, por fora, mas por dentro era vazia.

Achava estar sendo  a mesma por fora, mas para os outros eu estava diferente.

-Nesie o que você tem? ultimamente cada dia que passa você fica mais calada? O que aconteceu brigou com seu namorado?

Um dia Susan  perguntou, então eu me toquei que eu não estava fazendo meu teatro bem.

-não a gente não brigou, é complicado.

-eu percebi que ele não vem te buscar com frequência.

-ele anda ocupado.

Deixei ela pensando que meus problemas eram  simples, só uma briga de namorados, era humano normal então ela não falou mais disso.

Descobri que com minha família não estava diferente.  Um dia Charlie que me perguntou.

-querida você esta bem?

-estou, porque?

-não esta!  olhe para você? Brigou com jake ? Pois se ele…

– não, com jake está tudo bem.

-filha, eu só lembro de ver alguém desse jeito uma vez, foi sua mãe, e nem quero me lembrar dessa fase quando seu pai tinha ido embora, mas mesmo assim ela tinha um motivo e você filha porque ?

-nada, deve ser os hormônios adolescentes, sabe.

-hummm !

O que meu avo não sabia que comigo nada tinha a ver com jake ou perda, era só o vazio, eu não sei o que e porque, mas o que aquela meia vampira fez comigo me deixou assim, não conseguia encontrar meus sentimentos Carlile não tinha explicação um dia eu ouvi ele falar com meu pai e minha mãe.

-eu não sei Edward, geralmente poderes assim passam , mas com Nesie algo deve ter ficado preso em sua mente.

– você tem que fazer alguma coisa eu não aguento a mente dela esta escura, esta vazia de sentimentos.

-Edward, por favor, temos que fazer alguma coisa, eu estou perdendo minha Reneesme.

-Bella não a nada que possamos fazer, depende dela.

-e jacob, porque se afastou?

-Bella, entenda Jacob, ele sofre também e foi ela que o afastou, ele só esta tentando fazer o que ela pede. Lembra de quando ele não conseguia se afastar de você e você o torturava pedindo “fique”.

-Edward, tento não lembrar era doloroso.

-então é exatamente isso só que ao contrario, ela pediu para ele se afastar e mesmo sendo doloroso ele se afasta.

-porque Edward? Porque  tem que ser assim, quando tudo estava tão bem.

-meu amor, eu não tenho a resposta a essa pergunta.

– e como ela vai se recuperar?

-a resposta está bem próxima mas ela está ignorando.

-Jake?

-sim meu amor, como nós sempre fomos salvos de nossa escuridão ela só sera salva desta escuridão pelo amor que ela tem por Jake.

-Espero que ela encontre esta saída.

-Edward e Bella eu tenho que acreditar que a cura esta dentro d apropria mente dela ela tem que achar o caminho.

Eu pensava que caminho, não há nada só um corredor escuro, e Jake como eu não estava  deixando ele tentar ele decidiu fazer mais rondas, trabalhar mais na oficina e me dar espaço.

Estava na janela do quarto na mansão, e como sempre olhando o nada e pensando em nada quando meu pai entrou.

Ele estava exaltado.

-Reneesme Cullen! Eu quero que você olhe para mim e me escute com toda atenção.

-Tudo bem pai vou escutar!

-CHEGA! Eu cansei,  acha que e só você que esta neste vazio, você está contaminando a todos com isso, eu sou o mais afetado por estar tão conectado e compartilhar desse vazio, mas não sou o que sofre mais. Filha procure a luz o caminho, só pode estar ai em algum lugar.

“eu procurava, mas só tinha aquele corredor escuro”

-Reneesme,, eu já vivi assim, não exatamente assim mas eu também estive vazio sem vida, por quase um século de minha existência não tinha um caminho, uma luz por que viver , foi quando encontrei sua mãe e o amor que senti por ela é tão grande que me tirou dessa escuridão não importava mais nada só ela, e então para aumentar eu ganhei esse presente você todos nãos ganhamos, filha a Alice fez uma escolha para que você tenha uma vida. entenda viva então.

“eu não sei por onde começar”

-filha eu esperei quase um século, você não precisa, a resposta está bem do seu lado, não o perca, filha você esta o matando lentamente, você não imagina a dor que ele esta sentido , você esta nessa escuridão e nem percebe que o esta levando junto, filha não importa o que você faça, só faça algo logo se não for por você se não for por  sua família ., faça por ele pois  você vai o perder.

Ele me beijou na testa e saiu, escutei ele descendo as escadas e depois saindo pela porta indo para seu chalé aquele longo discurso, aquelas palavras começaram a acender um pouco não tão claro mais um filete de luz que já me fazia pensar um pouco.

Sim eu tinha que tentar,  tinha que sair desta escuridão, e se tinha alguém que podia me ajudar era ele.

E ele tentou ,durante esse tempo ele trouxe flores chocolate tentou me fazer surpresas tudo.

Até que ele foi se afastando então me lembrei que fui eu quem pedi que tola um dia que ele tentava me levar para um passeio, eu disse:

-jake da pra você me dar um tempo minha tia foi embora eu passeio maus bocados você nem sabe como esta a minha mente me da um tempo.

Então ele deu esse tempo

Comecei a pensar que meu pai tinha razão, o amor essa e a resposta então eu tive uma ideia.

Peguei meu celular e liguei para a oficina:

-Tia Rose, Jake está ai/

Ele não estava, deveria estar como lobo.

Liguei para casa de Bily sabia que ele não estaria com o celular.

-alo! Bily sou eu, a Nesie, o Paul esta ai?

-tudo bem Nesie quanto tempo, o Paul esta vou chamar.

-Paul. Eu preciso de um favor!

(MUISICA2)

The Corrs, fet Bono Vox

When The Stars Go Blue

Quando as estrelas Ficam tristes.

(***)http://www.vagalume.com.br/the-corrs/when-the-stars-go-blue-fest-bono-traduzida.html

Eu estava em meu recanto, o Recanto da Ness , o nosso lugar.

Sentada a beira do riacho  fechei os olhos e escutei a agua, ela era calma e de repente ficava agitada e me lembrei de que jake a comparou comigo.

Era a Nesie que eu era não essa  agora, oca, vazia, eu estava mais para um seco.

Percebi o que meu pai quis dizer, eu estava matando ele, pois eu estava deixando ele sem a sua Nesie.

Senti ele se aproximar.

-oi, Paul disse que você precisava falar comigo urgente!

-oi, era o único celular que você ouviria na forma de lobo (bom sinal estando perto dele eu já consegui brincar)

-e o que é tão urgente?( sua voz era áspera, não o culpo depois de como o tratei)

-Quero nadar com você!

Levantei, eu tinha vindo de vestido o mesmo que usei no piquenique no dia de nosso primeiro beijo.

Estava com  a flor no cabelo.

Bem de vagar  puxei o zíper do vestido e o  tirei.

Ele não disse nada só observou,  desabotoei meu sutiã e deixei cair no  chão,  pulei na agua e o chamei.

-você não vem?

Ele nada disse, tirou seu short, pulou e foi ao meu encontro então olhei em seus olhos e disse:

-Meu jake eu te amo, me tire daqui, me socorra, me encontre!

Ele nada disse só me beijou, um beijo que começou de leve e foi ficando intenso.

Ele passava a mão em meu corpo como nunca havia feito e  cada lugar que sua mão passava era como se religasse meu sistema nervoso.

Aonde havia nada agora queimava e seu beijo foi ficando mais quente ate que ele beijou meu pescoço, minha orelha, ele agarrava meu cabelo.

O vazio, que vazio? A escuridão em minha mente sumia, agora era fogo chama brasa.

Ele traçava os contornos de meu corpo ate que  incendiei inteira, ele puxou minha perna e encaixou nele arrancando o que sobrava me da minha roupa intima,  foi devagar com cuidado e ali se tornamos um.

Como a sua boca, seu corpo eram um perfeito encaixe com o meu.

Fizemos amor, muito amor, sei que durou muito tempo e foi perfeito.

Estávamos deitados a beira do rio, eu estava em seu peito com os olhos fechados, mas  sentia que ele estava de olhos abertos, suas mãos traçavam a curva de minha espinha me dava um arrepio  eu dei  risadinhas.

Olhei para cima e encarei seus olhos , ele me olhava, me  admirava como se tivesse me encontrados depois de anos.

Eu queria dize que sentia o mesmo, que  tinha me encontrado ali em seus braços, mas estava curtindo o momento.

Ele quebrou o silencio.

-O que faremos agora?

-Nada! Você já fez, você me encontrou, me resgatou.

-Não Nesie, o que vamos fazer quando seu pai vir isso na sua mente. – ele tocou minha testa com seu indicador.

-Jake, meu pai viveu o inferno com minha mente nesses meses, creio que qualquer coisa é melhor do que o vazio que eu estava, te garanto.

-E você quer falar sobre isso?

-não, não quero poluir minhas memorias agora!

-Nesie.

-o que?

-senti sua falta!

Eu não podia dizer que não, iria  magoa-lo, mas na verdade eu não senti falta pois não sentia nada, no entanto se sentisse, sentiria sua falta sim, então disse a ele o que não era verdade, contudo também não era mentira

-também senti sua falta meu Jake.

-Eu te amo minha Ness, foi tão lindo, tão bom.

-pra min também,

– A que horas nos vamos?

-Está com pressa Jacob Black?

– Nenhum pouco, eu podia ficar assim o dia todo!

– Venha me faça ter mais lembranças boas , e novamente se amamos ali na beira do rio.

Fui para casa sozinha , de prevenção, disse a jake pra só aparecer daqui a uma hora.

Entrei na mansão e não tinha ninguém, subi as escadas e fui tomar um banho.

No chuveiro  comecei a lembrar de cada detalhe, cada toque e como eu acendi neles, os beijos. Foi quando comecei a chorar não de tristeza, mas de felicidade, novamente eu tinha emoção, foi quando comecei a rir sozinha estava feliz muito feliz.

Quando sai do banho coloquei um moletom,  escovei os cabelos e  escutei meu pai ao piano ele não toava fazia tempo isso era bom sinal.

Desci as escadas e me sentei ao seu lado e fui tocar junto, ele parou na hora de meu  final, quando terminei ele beijou minha testa e disse:

-Bem vinda de volta filha.

Minha mãe só observava aquele momento, sabia que eu tinha voltado de meu estado inanimado, meu pai ainda se inclinou e falou baixinho:

-e alias não estou bravo com você, nem com o jacob, esta certo que não queria essa imagens na minha cabeça mas você tem razão, são melhores do que as dos últimos meses.

Minha mãe olhava sem entender.

-mãe tenho algo para te contar sobre eu e jake.

–a sei!

Ela entendeu!

Estávamos todos na sala meu pai tocava piano para minha mãe, meu avo e esme liam, Emmett via um jogo e eu aguardava jake quando de repente meu pai parou de tocar e todos olhamos na direção da porta  e ela entrou correndo e saltitando como sempre fazia, estava cheia de sacolas.

´–olá para todos, família trouxe presentes.

-tia Alice..você voltou!!!!!

Ali na porta ela entrava como num dia  normal de compras.

Anúncios