Tags

, ,

galerinha ai vai mais um capitulo fresquinho de Paixão bjs Izis

23.Transformação

POV Jacob

Não poderia ter sido mais perfeito, eu não era um rapaz ingênuo, e muito menos inexperiente, mas confesso que estava nervoso como se fosse a minha primeira vez.

Ao estar ali olhando Bella no banho, as imagens dela invadiram minha mente, durante anos desde que eu passei da fase de um pirralho a fase de um jovem que tem desejos, Bella ocupou meus sonhos.

Tive decepção em saber que ela era diferente do que eu idealizei de inicio, mas tudo isto foi dissolvido quando realmente a conheci, e sim ela era minha Bella, linda, seu corpo perfeito, com curvas, e estava prestes a ser minha por completo.

Ao se virar e me encara como eu já estava fazendo, ele se deparou com meu membro já excitado.

-Que faz ai? – Ela me encarou maliciosamente.

-Tendo uma ótima visão. – Eu poderia ficar ali observando por todo o tempo, mas meu amigo lá em baixo não queria esperar.

-quer se juntar a mim? – ela me fez o convite tentador .

A puxei para junto de meu corpo, e senti que ao percorrer a eletricidade inicial do prazer, Bella estava contraído, natural estar nervosa, então eu teria que a fazer relaxar.

-Não fique nervosa. – Eu falei, e coloquei meus lábios em seu ombro, subi ao beijos ao seu pescoço, senti bela começar a relaxar, encontrei sua boca e a beijei com carinho, o que não durou muito pois a intensidade tomou conta do beijo.

Ela envolveu seus braços em volta de minha nuca, eu a segurei pela cintura, mas desci minhas mãos encontrando sua bunda, firme e perfeita, e a apertei para mais junto de mim.

Sentia que o nervosismo deu lugar a luxuria, encostei minhas costas na parede, e girei o corpo de Bella a deixando de costas para mim. Pressionei meu membro, e suas costas chegaram ao meu peitoral, eu virei seu rosto, para beija-la. Pude sentir seu peito descer e subir descompassadamente, desci minha mão alcançando sua intimidade, pude sentir sua respiração parar por um segundo.

Encontrei a humidade e meus dedos buscaram passagem até seu clitóris, ao fazer movimentos circulares ela gemeu meu nome.

-Jacke… isso me deu mais  prazer, eu estava com uma de minhas mãos em seu seio, e a outra intensificava os movimentos, coloquei o prazer de Bella em primeiro lugar, era sua primeira vez, e teria que ser perfeita.

Cheguei a sua orelha e coloquei minha língua, a deixando mais vulnerável.

Coloquei meu dedo a sua entrada e introduzi de leve, pude perceber ela se contrair, desci minha outra mão a estimulando o clitóris enquanto eu intensificava os movimentos de vai e vem, Bella estava muito apertada o que me deixou mais em êxtase, mas a prioridade aqui era ela.

Bella foi aos poucos relaxando e abrindo mais as pernas, me dando mais passagem, eu a virei para encarar seus olhos, com os movimentos intensos, ela gemia – Jacke…

-Bella goza para mim, vai! – sussurrei em seu ouvido, e bastou para sentir sua contração interna, ela chegou ao seu ápice e desfaleceu, sustentei seu peso, com meus braços.

-Um orgasmo já foi, de muitos que terá hoje.

Eu ainda tinha preparado uma surpresa para ela, ao carrega-la até a garagem fiquei feliz em ver que ela gostou da surpresa!

A deitei no colchão ainda com a toalha enrolada. Bella ainda estava no clima e desenrolou a sua toalha, o que bastou para mim ficar mais excitado, retirei minha toalha, admirei seu corpo, e coloquei minha boca na sua, intensifiquei o beijo e uma de minhas mãos chegou ao seu seio, eu desci o beijo, e ocupei com minha boca o lugar de minhas mãos, que as desci até sua intimidade, encontrei humidade novamente.

-Já está molhada Bella. – isto me deu agua na boca, aproximei-me de sua intimidade e coloquei minha boca, buscando passagem com a língua, Bella gemia, ela estava novamente chegando ao êxtase,  estava na hora.

Subi com os beijos, ao chegar até ela que estava gemendo.

-Jacke… A beijei intensamente. Coloquei meu membro entre suas pernas, e lentamente entrava, OH céus como estava apertada, logo a senti se contrair com a dor.

–Calma, cadê a Bella corajosa agora? Eu vou bem de vagar, dói só no começo.

Fui muito de leve para ela se acostumar, fui sentindo ela relaxar, então senti que ela agora sentia prazer, eu estava totalmente apreciando e aproveitando o momento, ela agora era minha, meus movimentos iam se acelerando, ela fechou seus olhos, mas eu queria aprecia-la, seu prazer, quando ela me encarou com prazer e paixão.

-Bella, você é linda.- acariciava seus cabelos.

A intensidade dos movimentos era frenética, ela abriu mais as pernas me dando passagem o que me levou a loucura. Para mim era tudo tão novo como para ela, eu nunca havia feito sexo de forma tão poderosa e intensa, era sentimento junto com prazer, não tinha comparação com nada.

Ali eu estava tão entregue quanto ela, éramos um corpo somente.

Quando senti ela se contrair, eu jorrei intensamente e desabei ao seu lado. A puxei até meu ombro a aconchegando.

-Foi Bom? – perguntei a ela, depois de um longo silencio.

-Bom, foi maravilhosos, ual…

Acariciei seus cabelos, que estavam suados, beijei o alto de sua testa, e cheguei ao seus lábios, a coloquei em cima de mim, e meu membro já estava a toda novamente, ao introduzi-lo em bela, que estava molhada novamente, ela me surpreendeu, ao tomar controle da situação.

A noite foi longa e exaustiva, mas muito maravilhosa.

Bella avisou Charlie que dormiria em minha casa.

A noite mesmo sendo maravilhosa, eu tive muitos pesadelos, a ao acordar pela manha eu me sentia horrível.

Não vi Bella ao meu lado, mas minha audição estava sensível, percebi movimentos na casa, dentro da cozinha, minha cabeça latejava, e muitas vozes estranhas estavam confusas.

Fui até o banheiro, isso não poderia estar acontecendo, depois da noite maravilhosa com a garota que sempre fui apaixonado, eu ficaria doente.

Meu peito começou a bater freneticamente como se eu fosse ter um ataque cardíaco.

E senti meu corpo tremer, uma sensação de raiva me dominou.

Bella tinha que ir embora, eu estava começando a desconfiar o que estava acontecendo.

Ao sair do banheiro e me deparar com Bella, eu sabia ser errado, mas teria que fazer ela ir para casa.

-O que foi Jacke?

-Nada, me deixe Bella, não estou bem.  – Tentei controlar minha voz que saia estupida.

-Que foi, posso fazer alguma coisa? – ela se aproximou e ao me tocar percebeu minha temperatura.

-Posso fazer algo?  – Jacke vamos eu te levo ao médico.-  em um impulso eu a empurrei.

-Não, eu não preciso de Médico, Bella é melhor você ir embora, agora!

Ela ficou chateada, e foi até meu quarto pegar suas coisas, também que idiota ela acabar de ser sua, e você a trata assim, mesmo não conseguindo controlar minhas emoções eu tinha concertar.

Fiquei respirando lentamente me acalmando. Fui até meu quarto, e me deparei com Bella sentada em minha cama.

-Olha Bella desculpe é que eu realmente estou mal. – Para meu espanto Bella estava chorando.-  ei você está chorando?

-Não. – ela afirmou, mesmo secando suas lagrimas se colocou em pé- eu estou com raiva de ser tão estupida.- Ela me jogou dois papeis amaçados que logo identifiquei os bilhetes de Leah.- então Leah tinha razão você e ela tinham alguma coisa!

-Calma Bella eu posso explicar…

-Não tem que me explicar nada, Jacke você pode ter tido quantas garotas quiser, mas mentiu para mim,  e deve ter mentido também por tudo, e Leah pode ter razão no que me disse.

-O que ela disse. – O que ela disse para Bella ficar assim?

-Nada de importante, o que importa é que você mentiu para mim, eu vou para casa já que não quer ajuda, espero que melhore logo.

Ela saiu correndo pegando suas chaves, quando ia sair correndo atrás dela algo estranho aconteceu, eu senti meu corpo todo tremer e minha temperatura indo às alturas, foi quando senti meus ossos como se estivessem quebrando, cheguei à porta do fundo e logo meu corpo explodiu.

Agora eu era um lobo enorme, e em minha cabeça varias vozes tentavam me acalmar, tentei organizar minha mente, e reconheci a voz de Sam.

“ Jacke sei como se sente, siga seu instinto que logo chegará aonde estamos.”

Embry também entrava em minha mente agora.

“Jacke, cara sei que é horrível, mas garanto que vai começar a gostar logo.”

A velocidade era incrível, e meus instintos não eram humanos mais, eu me sentia livre.

Chegando aonde estavam reunidos quatro lobos enormes como eu.

Sam me explicou o que acontecera, e também disseque estávamos em perigo e que não tínhamos muito tempo eu deveria ir junto para caçar duas vampiras.

Estávamos na floresta em espreita, sabíamos que elas estavam no território Cullen o qual não podíamos ter acesso, foi quando uma das vampiras passou por Paul, e Sam ordenou que ele e Jarred fossem atrás dela, mais um tempo em espera sentimos outra vampira aproximar-se do rio, os Cullens a caçavam, e quando pulou a nosso lado Sam e Embry a seguiram, não pude deixar de encarar um dos Cullen, Edward, sim ele era um vampiro, eu desconfiava mesmo não acreditando nas lendas, mas havia alertado Bella e mesmo assim eles estavam juntos a algum tempo.

Meu sangue ferveu mais ainda, eu bufei e corri em direção a Sam, que foi me advertindo.

“ Jacob, pare de pensar em coisas fúteis, quando caçamos precisamos concentração de todos, um erro pode ser fatal.”

Mas minha mente custava não pensar em Bella e aquele sanguessuga.

As vampiras fugiram pela agua, e fomos nos reunir na casa de Sam para traçar estratégias e planos de caça.

Voltar a forma humana foi o momento mais difícil, como estava com minha mente raivosa com o fato de Bella ter se relacionado com uma aberração demorei a me acalmar.

Quando consegui entrei na casa de Sam e me deparei com Emilie, que a muito tempo não a via.

Entre os quileuts corria o boato que ela foi atacada por um urso, mas nunca mais a tinha visto, hoje pude perceber suas cicatrizes.

Sam ao perceber meu espanto:

-Jacob, antes de fazermos nossos planos, precisamos conversar sobre este novo estado seu.

(***)

Sam me contou tudo sobre este estado, nosso dever de proteger a tribo de inimigos e que hoje o maior inimigo eram os vampiros.

E também me contou sobre o real motivo  de Emilie, e como ele ficou depois disso, e como ele mudou.

Sim Sam costumava ser um cafajeste, e agora ele se sentia responsável, mas que nada tiraria sua culpa pelo que fez primeiro com Leah e depois com Emilie.

Ficando sabendo de tudo percebi algo que me veio a mente, Bella, como poderíamos ficar juntos?

-Jacob, no momento é impossível somos instáveis no inicio.

-Mas pelo menos eu tenho que contar a ela!

-Não eu não o autorizo a contar, ela andou com vampiros e ainda esta em contato com eles, não pode contar para ela!

Como eu explicaria a Bella o porque de me manter afastado? Como não magoa-la!

Meu pelo era outro problema, descobri que era comprido de mais, o que me atrasava nas corridas.

-Há não que vou ter que cortar o cabelo!

-Mas sabe quanto tempo levei para deixa-lo assim?

-Sei sim Jacob, mas é necessário.

A cada mecha que emilie cortava de meu cabelo, era com estivesse dando adeus a alguns pedaços de mim, como se o antigo Jacob fosse embora e desse lugar a outro que nem mesmo eu conhecia.

(***)

Corri o mais rápido que pude, e ao atravessar a entrada de la push uma caminhonete deu uma freada, reconheci era a Cheve de Bella, a encarei nos olhos, além de medo percebi duvida e muita dor em seu olhar, o que me deixou com mais raiva da situação.

Voltei a correr sabia seu destino, quando a vi encostar a frente de casa, vesti somente um shorts que amarrava em minhas patas, e fui a seu encontro, mas ainda meu coração frenético e minha raiva eram intensos.

Eu não podia contar a verdade, e não podia permitir que ela ficasse aqui enquanto estas vampiras estavam a solta. Tinha que faze-la ir embora de alguma forma.

-O que faz aqui Bella?

-O que faço aqui? – Ela desceu do carro com muita raiva – eu é que pergunto, não estava doente? Como você esta aqui fora assim? E seu cabelo o que aconteceu?

-Bella é melhor você ir embora agora! – Seu olhar era de fúria.

-Não, eu quero falar com você.

-Mas eu não posso falar com você agora!

-Não pode ou não quer, Jacob depois de tudo que passamos, você não pode fazer isto comigo!

Percebi que Bella estava prestes a chorar, e se eu não estivesse com tanta raiva eu poderia abraça-la e reconforta-la. Meu coração foi esmagado!

-Bella, outra ora conversamos, só vá embora agora.

Ela nada disse, simplesmente entrou no carro, e foi quando percebi realmente que o jacob que eu era se fora!

Ao chegar a casa meu Pai olhava-me de forma orgulhosa, eu sabia que para ele era uma honra ter um filho  fazendo parte da matilha de Lobos guardiões da tribo.

-Filho, como foi em sua primeira caça?

-Velho me deixe, estou cansado e quero dormir!

Fiquei chateado, pois para mim aquilo era uma maldição, que só me afastaria mais de Bella.

Ao dormir, meus sonhos eram repletos de coisas estranhas, mas algumas lembranças me tomaram, acordei com uma ideia.

As lendas que eu sempre contei a Bella desde novos, ela era esperta e certamente eu não estaria contrariando Sam, pois eu já havia contado a ela, só precisaria refrescar sua memória.

(***)

Anúncios