Galerinha este capítulo em especial esta de mais.

ainda muita gente vai ficar nervosa e imaginando aonde vai acabar esta loucura toda na vida de Bellinha.

no final do capitulo um spoller dos proximos e a vontade para comentar suas opiniões.

até agora quem chegou mais perto dos acontecimentos foi a leitora Alice…

bem e é para Alice que dedico este capítulo beijos a todas.

19.Inicio do inferno

POV Edward

Quando entrei no vestiário e vi aquele imbecil em cima de minha Bella, não me contive.

Quando percebi o corpo de Mike estava sangrando no chão, e meu instinto de caça começou a falar mais alto.

Não percebi que Bella aproximava-se de mim.

Eu estava a ponto de deixar meus instintos dominarem e quase terminei de matar o garoto.

Senti que joguei Bella longe, somente por sentir o cheiro de mais sangue.

Foi quando eu consegui recuperar um pouco da consciência, cheguei até Bella.

-Me desculpe Bella! – Disse ao ver a besteira que fiz.

Tive que prender minha respiração para não cometer mais erros naquele momento.

Quando percebi alguém chegando, o Sr Tomas o faxineiro.

-Vá Edward esconda-se.

Bella me alertou,  rapidamente entrei em um dos chuveiros e logo passei por traz do Sr Tomas , quando percebi as ambulâncias chegando eu não pensei em mais nada só pensei em ir embora.

(***)

– Você é um idiota sabia.

-Sei, agora sei que minha atitude de nada valeu,e pior só me fez sofrer.

-E o Fez perde-la.

-Não perdi, eu vi em sua mente que a imagem de nós dois ainda é um futuro possível.

E o que você fez nestes dias, que eu mal consegui te ver?

-fiquei por ai vagando sem rumo, pensando, mas minha mente só me levava a Bella, eu preciso dela.

-Só que agora você tem concorrência!

Conversando com minha irmã vi em sua mente tudo o que Bella fez nestes últimos dias, inclusive seu novo namorado.

-Como ela pode, justo um…

-Calma Edward, primeiro você a deixou, e segundo ele ainda não é um..

-Sei muito bem, mas é bem provável que logo ela seja, ainda mais com estas suas outras visões.

-Edward estou perplexa com tudo isto como a Tânia pode?

-Alice a culpa é minha,agora tenho que resolver esta bagunça toda.

-E você em; porque não se segura, sabe que a Tânia já é meio louca e tem uma queda por você.

-Sei de tudo isto, mas agora vamos ter que resolver esta bagunça, mas antes vamos ter que arrumar uma desculpa para eu poder voltar à escola.

-e você acha uma boa ideia, ela tá em outra.

-Alice, sabe que é só fachada, me de um tempo e eu novamente terei Bella só para mim.

-Vamos ver.

-Você já viu ai em sua visão, agora só falta eu fazer minha parte.

Eu sabia ser o responsável por tudo que estava acontecendo, Bella com outro, se metendo em brigas.

E pior, Tânia tinha enlouquecido e decidiu se vingar de mim, e armou um plano terrível, mas podíamos dar um jeito fácil nisto.

O que eu estava mais preocupado era com Bella, minha Bella.

Ao chegar a escola entrando no estacionamento avistei ela encostada em uma moto,aos beijos com aquele garoto, ele ainda não era um dos Lobos de sua tribo, mas provavelmente seria, seu cheiro já era repugnante.

Minha vontade era de arranca-la dos braços dele, retirei meus óculos encarando Bella que me olhava com olhar de satisfação por estar me irritando.

Ao entrar na escola durante minhas primeiras aulas tive que dar algumas explicações, o que estava me animando era saber que durante o intervalo iria vê-la e melhor nossa aula de biologia seria juntos.

 POV BELLA

Entrei na escola e Angela veio a meu encontro, ela era discreta, mas como todo mundo tinha notado o que acabara de acontecer.

-Bella, que incrível, veio de moto hoje?

-Sim, e melhor é minha, só não sei andar ainda.

-O bom é ter um piloto como aquele! E agora? O que vai ser? Você viu o Cullen voltou.

-Ange, sinceramente, não sei o que vai ser, eu estou com o Jacke e gosto muito dele, porque ele tinha que voltar?

-E você acha que ele voltou por você?

-Não sei de nada, sei que quero manter distância, pois sei que a partir de agora estarei no inferno.

-Que inferno? Se o inferno for assim cheio de gatos eu imagino como será o céu?

-Não brinque com isso, é sério Ângela.

A quem eu estava enganado, eu mesma não sabia o que seria a partir de agora.

As primeiras aulas foram as fáceis, o problema seria o intervalo, pior seria a aula de Biologia.

Ao sentarmos em nossa habitual mesa, Ângela e eu,  Alice Cullen se aproximou.

-Posso me sentar aqui? Você disse que podíamos ser amigas.

Agora entendi seu plano!

-Claro, sente-se.

Ângela que respondeu, eu a encarei.

-O que é isto? Seu irmão volta e você senta conosco?

-Você  disse que seriamos amigas, então.

-Tá, mas..

Eu ia dizer algo que logo me esqueci, quando Jasper e Edward aproximaram-se de nós e sentaram ao lado de Alice e Ângela, Edward ficou de frente para mim.

Fiquei completamente sem fala, praguejava em minha mente, e neste instante queria que Edward pudesse ler os palavrões que eu diria a ele.

Olhar para ele, só me trazia memórias que evitava, eu suava frio, e não conseguia comer, para piorar ele me encarava e pude jurar que ele me deu uma leve piscada.

Quando se levantou depois de ingerir um biscoito, ele ainda teve a coragem de me dirigir à palavra.

-se vemos na biologia.

Infeliz, idiota,

-Ângela me socorra agora, toque de lugar peça para Bem sentar com ele.

-Queria te ajudar, mas não dá, lembra-se do trabalho em dupla hoje é o dia que vamos apresentar.

-Que merda! É ,mesmo, o jeito é enfrentar minha sina!

Eu não sabia se fingia uma dor de barriga e ia para casa, só que se fizesse isto sabia que Charlie não me deixaria sair com Jacob hoje, que merda o único jeito era enfrentar.

Sentei-me ao lado dele, não precisava olhar para seu rosto para saber que estava sorrindo. Ele ainda se virou para mim com aquele estúpido e lindo sorriso torto.

-oi.- idoita imbecil ainda fala comigo!!!

-O que você quer Edward?

-calma, só disse oi.

-oi, e ai quando você vai criar a coragem de me pedir desculpas por ir embora e tentar explicar!

-Você que me deve desculpas, mas agora é melhor parar de falar o professor vai entrar.

Vampiro idiota!

O trabalho foi fácil, pois claro Edward sabia tudo, sai correndo para aula de educação física, sabia que Edward estava feliz em me ver nervosa a aula toda, claro ele não precisava entrar na minha mente para saber que eu  lembrava de nossas aulas antes dele ir embora.

A educação física terminou mais cedo, o técnico precisava resolver algo, saindo do ginásio eu queria sair dali rápido se não tivesse que esperar Jacob já estaria em minha caminhonete rumo a casa.

Foi quando um braço me puxou.

-vem comigo!

-Não! – tentei resistir, o que só deixaria meu braço roxo.

-você não quer respostas.

Eu não sabia se queria principalmente ali aonde ele me levava, atrás do ginásio, “lugar perigoso”, o lugar do inferno, ali onde era nosso lugar habitual.

Estávamos atrás do ginásio quando ele me virou com as costas na parede, colocou suas mãos na parede e me encarou nos olhos.

-então qual sua desculpa? – decidi começar.

-Eu queria te proteger, você não sabe que eu fiquei a pouco de te matar.

-existe telefone sabia? – patético.

-eu não sabia o que eu queria exatamente, se queria ter seu corpo ou ter  seu sangue, sabe o quanto é difícil para mim?

-e agora do nada você tem as respostas! Incrível Edward, você é patético.

Neste instante eu não conseguia dizer mais nada, ele foi ate meu ouvido.

-eu só sei que ainda te quero! – seu hálito gélido soprava meu ouvido.

Naquele instante eu me esqueci de tudo, ele beijou minha clavícula, e logo chegou a minha boca, sua mão saiu da parede e foi a minha cintura, eu sentia calafrios e meu desejo por ele voltava.

Sua mão traçava o contorno de meu corpo me causando calafrios.

Seu beijo me fazia esquecer de tudo, sua língua traçava o contorno de meus lábios, e eu estava ficando preenchida de Edward, mas a consciência me tomou, e lembrei-me de que era errado.

-Pare Edward, eu não posso, eu estou com alguém. – que estupida eu era sabia estar com Jacob e ainda assim Edward mexia comigo.

-eu sei e ele está quase chegando.

Ele me soltou e me lançou aquele sorriso torto maliciosamente.

-Só arrume uma desculpa bem boa.

-Por quê?

-Você está corada de mais. – ele continuava sorrindo.

E saiu.

“Infeliz idiota”.

Fui ate o estacionamento e Jack já estava lá me esperando.

-oi linda, que foi?

-Nada, por quê?

-Esta nervosa?!

-Nada, só a educação física me irrita.

Ele chegou e me beijou, e as imagens de Edward não saiam de minha mente.

Jacob fez uma cara estranha ao para o beijo, como nojo.

-Que foi?

-Nada, está usando algum perfume diferente, seu cheiro está doce de mais.

-Talvez seja o sabonete novo, sei lá!

Foi quando vi Edward entrar em seu volvo com um sorriso enorme, ele ouviu nossa conversa e sabia que cheiro Jacob sentiu, me perguntei como?

Vampiro idiota fez de propósito.

Subi na garupa de Jacob e Edward passou em nossa frente cantando pneu.

-Que foi isto? – Jacob perguntou.

-Ele é idiota mesmo.

Jacob sorriu com meu comentário, isto mostrou que ele viu a minha indiferença, agora faltava mandar minha cabeça parar de pensar em Edward.

Fomos até a delegacia para avisar a Charlie que eu sairia com Jacob e não tinha hora para voltar.

Ele não gostou muito da ideia, disse para tomarmos cuidado, implicou com a moto, o de sempre.

Seguimos ate em casa e eu arrumei uma mochila, não sabia qual seria meu destino devia estar preparada.

Jacob seguiu a La Push até a praia.

-aqui é surpresa?

-Claro que não, só quero ter um passeio romântico sua boba.

Passeamos na praia e Jacob me mostrou um penhasco.

-Olha lá, você já teve a oportunidade de pular de um?

-Eu? Não.

-quer experimentar?

-a água deve estar um gelo.

– A Adrenalina dá jeito no frio.

Eu pensei nestes últimos dias com Jack os momentos mais emocionantes as motos e tudo isto me fez tirar Edward da cabeça, era disto que eu precisava, adrenalina. Cada vez que eu sentia a adrenalina em meu corpo era Jack em minha mente e não Edward, e hoje mais do que nunca eu tinha que ter Jacob em minha mente.

-Então vamos!

Fomos ate um pequeno penhasco e lá pulamos.

A sensação do ar passando pelos meus poros, a gravidade puxando-me ao mar e minha mente parecendo estar voando.

Jacob tinha razão à adrenalina invadiu meu corpo, ao sair da água deitei nas pedras.

-Ai que delicia, você estava certo,muita adrenalina!

Percebi que minha camisa colou e ficou transparente, Jacob se colocou em cima de mim e me beijou.

Impressionante como ele mesmo saindo da água gelada estava quente, não ele estava fervendo.

Seus beijos eram muito mais intensos, ele traçou o contorno de meus lábios, não pude evitar novamente a comparação com gelo e fogo, Jacke era puro fogo.

Com sua mão ágil ele já estava com um de meus seios, e a outra logo se pós entre minha pernas, quando eu sentia-me completamente entregue ele parou.

-vamos para minha casa, ai você se troca e vamos sair.

-você quer me enlouquecer?

-isso é parte do plano. – seu sorriso malicioso me deixava mais enlouquecida.

-Sei ,por que está conseguindo.

Notas finais:

Bem ai vai o Spoller do próximos capítulos:

Garanto que as Tean Jacke vão amar, pois o próximo Capítulo tem omo titulo: ” Entregue” bem este titulo já diz muito sobre os ocorridos,

Ai vai um dialogo de Bella e Jacke do próximo:

“(***)

“Ele me puxou para junto de seu corpo e uma eletricidade percorreu minha espinha, ele tocou meus lábios de leve, diferente do que o de costume, foi a meu ouvido e sussurrou.

-Não fique nervosa.

Eu nada disse deixei-me entregue ao momento. Ele beijou meu ombro, e onde seus lábios encostavam era como brasa, ele subiu beijando meu pescoço, minha mandíbula, e encontrando novamente minha boca.”

(***)

gente ai diz quase tudo…

já o Capítulo 21 tem como titulo “Duvida”, omo sabemos ai começa a complicar, pois o corpo pode pedir uma coisa mas o Coração pode ser muito traiçoeiro

ai vai uma parte do dialogo que Bella terá com Edward no capítulo 21:

“(***)

“-Mas disse meus motivos, e são completamente validos, você poderia ter esperado somente um pouco!

-O que você esperava Edward? Que eu me enterrasse em um buraco? Que entrasse em desespero, em depressão?  Ou que ficasse me lamentando por um longo tempo? Me diz, o que você queria? Eu fui viver, fui tentar esquecer que fui usada como experiência de um vampiro masoquista e idiota!

Neste instante seu semblante passou de irônico a triste, ele chegou perto de mim, sua mão chegou ao meu rosto acariciando minha face, que eu nem percebi a chegada de lagrimas, juntamente com aquele discurso.

Perdi o folego, pois ao gritar aquelas palavras, eu sabia que qualquer reação daquelas seria a esperada, mas eu fui precipitada sim, me joguei aos braços de Jacob, e isso não tinha mais volta, o que eu sentia por Jacob agora era forte o bastante para me deixar em duvida.”

(***)

galerinha garanto que a curiosidade vai matar vocês…rsrsrsrs

mas até os próximos dois capítulos emocionantes desta fic

bjs

Anúncios