Tags

Nova expectativa

POV Bella

Sempre tive uma tara  por motos, e sempre achei sex uma mulher  motoqueira, então para minha nova personalidade decidi que a moto seria uma marca.

Quando fui falar com Jack nem imaginei a sorte que teria dele já ter duas motos velhas que ele jurava deixa-las  em perfeitas condições.

-Eu já tenho um pouco do material necessário, e quando vender sua caminhonete, conseguimos o resto do dinheiro.

-Tudo bem, agora quem vai comprar aquela sucata?

-Ei, não fale assim, eu dei duro para ela andar.

-Sei Jake você é fera.

O restante do fim de semana foi muito bom fiquei em La push com Jack.

-Então Bella, te vejo quando agora.

-Amanha depois da aula eu posso vir, se não for atrapalhar?

-Claro que não atrapalha.- ele disse muito empolgado.- e vou tentar achar um comprador para Chev.

Cheguei em casa, foi quando lembrei de um problema em meu plano, Charlie.

-Oi filha, foi bom o dia em La push, Bily ligou e disse que viu você e Jake se divertindo.

-Foi bom sim,  você e o Bily podiam fofocar menos.

-Não é fofoca, eu só me preocupo.

-Pai, eu tenho uma pergunta.

-Qual?

-O que você acha de motos?

-Filha eu sou chefe de policia em uma cidade que chove muito, com uma estrada cheia de acidentes principalmente com motos, eu preciso responder? E bem por que da pergunta?

-Pai, é que eu tive uma ideia meio louca.

-A não Isabela, o que você esta inventando?

-Eu só pensei em trocar a Cheve por uma moto.

-Isabela Swan, nem pense nisso.

-Pai, você tem que parar de me tratar como criança, eu sei como me cuidar e se eu quiser uma moto você não vai me impedir.

Subi ao meu quarto e bati a porta, Charlie sim ia me causar problemas com meu plano, foi quando lembrei-me de que eu vi um anuncio na cidade que precisava de uma atendente na loja de conveniências, então uma ideia me surgiu.

POV Jacob

Nem acreditava no que estava acontecendo, parecia ate um sonho, Bella iria mesmo passar mais tempo aqui comigo.

Eu pensei em ter uma nova tática, teria que ir mais de vagar, depois de tudo que lhe aconteceu Bella mesmo se mostrando forte dava para ver em seu olhar que por dentro ela estava sofrendo.

Logo que ela saiu eu fui ao computador pré-histórico que tínhamos e para minha surpresa Bella havia mudado tudo em seu perfil, fiquei imaginando o que tinha por traz disso?

E se eu estivesse enganado quanto a Bella?

Teria muito tempo agora para descobrir como ela era de verdade, mas antes teria que se livrar de um problema, Leah.

Eu teria que deixar as coisas claras e bem resolvidas, depois de desligar o PC fui até a oficina deixei tudo separado, eu trabalharia nas motos com Bella e teria que terminar meu carro logo, pois planejava ter alguns encontros daqui para frente e todos se possível com Bella.

Quando terminava de arrumar tudo Leah chegou.

-Oi Jake!

-Leah, bom estar aqui eu precisava mesmo falar com você.

-hum! Falar, eu estava pensando em algo um pouco diferente que não inclui palavras.

-Leah, é sério!

Percebi que em seus olhos se acendeu um brilho, seria o possível? Ela ainda estava com aquelas bobeiras carinhosa, eu sempre fui claro com ela.

-Bem Jake do que se trata?

-Leah, nós não podemos continuar mais com o que fazemos.

Senti seus olhos umedecerem, leah era durona, e nunca a vi chorar nem mesmo quando Sam a deixou, mas agora parecia que ela estava amolecendo e justo comigo, poh! Creio que as garotas preferem ser enganadas, nunca a dei esperança e ela reagia assim.

-Jake, por que o que aconteceu? O que foi que eu fiz?

-Leah entenda não é você, é que sabe…

Ela não me deixou terminar, nunca a vi assim.

-É a Bella, eu sabia o namoradinho esquisito dela a deixou e agora ela veio correndo pra você. Ai como um cachorrinho você corre para ela.

-Leah, pare com isso eu te avisei que seria assim se ela me desse uma chance.

-Está legal, mas não me procure se ela te chutar quando cansar de você.

Ela saiu bufando, aquilo me incomodou mais do que eu imaginaria me incomodar.

POV Bella

Segunda quando cheguei à escola, o olhar de todos se voltou diretamente para mim, mais olhares que em meu primeiro dia em forks, talvez porque esperassem alguém com a fisionomia mais deprimida,ou abalada.

Ao invés disso eu estava mais alerta do que nunca, pela manhã ao escolher minha roupa eu coloquei uma calça jeans uma blusa de manga longa com decote V, meus preferidos, uma jaqueta de coro, que seria minha nova parceira, e uma bota alta que comprei ao saber que iria morar em uma cidade em que a chuva é constante.

A maquiagem, esta eu gostava mais de lápis bem preto nos olhos.

Ao entrar pelos corredores os olhares e as fofocas estavam a toda, Ângela foi a única a me cumprimentar e não tocar no assunto.

Durante as aulas estranhei Jessica estava muito calada, foi no refeitório que a coisa estourou.

Eu sentei com Ângela,  estava prestes a perguntar sobre o trabalho na loja de seu pai quando Jessica se aproximou da mesa com Laurem a seu lado.

-E ai “vadiazinha”, depois de todo aquele circo resolveu voltar para escola?

-Do que você esta falando? E quem é você para chegar aqui e me chamar assim?

-Bem, você fica ai desde que chegou se mostrando para todos os rapazes, e ai não se contentando em ficar se esfregando nos cantos com o Cullen tinha que dar em cima do meu namorado? E ainda por cima vir com aquela história toda de abuso cai na real!

Os olhos de todos se estreitaram para nós dei uma breve olhada a mesa dos cullens e Alice era a única a me encarar com olhar de duvida.

Fiquei irritada com suas acusações e me coloquei em pé,  encarei seus olhos.

-Escuta aqui você, para seu governo Mike já me cantou antes de namorar você e segundo se você não tem cacife para manter um namorado a ponto dele procurar abusar de outras garotas por ai, não ponha a culpa em mim.

Neste momento alunos começaram a se deslocar em volta de nós, os Cullens eram os únicos ainda sentados, mas Alice ainda me encarava com frustração.

-Queridinha, a vadia aqui é você, e aonde esta seu namoradinho?  Foi embora depois de que você ficou de agarro com meu no vestiário

Aquilo foi de mais, eu lasquei um belo tapa em seu rosto. Neste instante os cullens se levantaram e saíram Alice ainda hesitava e me encarava, mas Jasper a puxou pelo braço, logo quando Jessica ia partir para cima de mim o diretor entrou no refeitório.

-Todos aos seus lugares, e vocês duas na minha sala agora.

Estávamos as duas do lado de fora da sala do diretor, quando a secretaria anunciou.

-Srta Swam pode entrar.

Olhei para Jessica bem firme

-vamos ver quem se dá bem nesta história. – falei com tom de acusação.

E logo ao entrar na sala do diretor usei todo meu dom teatral de vitima, depois do que me aconteceu não foi difícil fazer o diretor acreditarem mim.

Ao sair da sala usei todo meu olhar macabro para Jessica enquanto a secretaria a chamava.

O diretor me autorizou a voltar para aula, mas Jessica ganhou suspenção.

Ao sair da escola ofereci carona a Ângela e no caminho perguntei sobre o trabalho ela pediu para que eu descesse na loja e falasse com seu pai.

Ao falar com Sr Weber ele decidiu que para não atrapalhar os estudos dividiria o turno com Ângela depois da escola, dia sim e dia não e aos sábados eu faria alternado também.

Sai de La e fui ate a delegacia falar com meu pai e contar do meu trabalho, depois iria a La push

Meup ai ficou feliz em saber de meu trabalho, adolescentes podem dar despesas e trabalhando podem cobrir seus gatos foi o que ele disse.

Decidi ir a la push contar a Jack sobre o trabalho e que a venda da minha caminhonete ficaria adiada.

POV Jacob

Eu já estava com o Rabitt quase todo pronto quando escutei o barulho característico da caminhonete de Bella chegar.

Fui a seu encontro, Bella desceu com um sorriso estonteante, por mais que eu soubesse que ela estava aqui para esquecer seus problemas eu me sentia bem em saber que ela pensou em mim neste momento.

-Bella, com esta?

-Bem Jack, tenho noticias boas e ruins

-Comesse pela ruim, por favor, depois a boa tapa o buraco.

-Bem, é que eu não posso vender a cheve, meu pai teria um enfarte, e então nada de dinheiro rápido para motos.

-Bem eu já imaginava, mas e a boa?

-A boa é que achei um trabalho assim, teremos dinheiro para motos mais lento, mas daremos um jeito.

-assim não vale as duas são ruins.

-como Jake?

-se você vai trabalhar,, não teremos mais tempo

-seu bobo eu vou trabalhar em dias alternados assim eu terei tempo para vir aqui.

-beleza, mas não se preocupe, eu fiz uns serviços para um pessoal e arranjei dinheiro assim temos o suficiente para trabalhar por enquanto.

-mãos a obra então.

Ficamos o resto da tarde na oficina, fui ate a cozinha e trouxe um suco para nós.

Bella estava animada mesmo com a historia das motos , seu sorriso a cada descoberta que eu a ensinava, era perfeito.

Foi quando ela derrubou uma das ferramentas no chão eu me abaixei para pegar ao mesmo tempo em que ela.

Neste instante nossos olhos se cruzaram, eu não queria ultrapassar a barreira que tinha prometido, mas foi a vez dela, logo sua boca estava na minha soltei a ferramenta no chão e agarrei seus cabelos ela repetiu o gesto e sua s mãos estavam em meus cabelos, sua boca era macia e pude sentir a leveza e delicadeza de seus lábios.

Em um único movimento a agarrei na cintura e me coloquei de pé, Bella não resistiu se entregava ao beijo, eu a carreguei ate o capo do rabitt ao fundo da oficina, ela entrelaçou sua perna em minha cintura e o beijo foi se intensificando, meu corpo estava colado ao seu pude sentir seu coração frenético, e sua respiração ofegante, minha mão descia por sua espinha, e ela me puxava mais para ela, eu estava a ponto de possui-la mas prometi a mim mesmo ir  de vagar, estava impossível manter minha promessa, minha excitação chegava, ela se apertava mais contra mim estava intenso de mais.

Anúncios