Atualizado

Meus Amores, mil perdões por ter demorado tanto, mas todos aqui sabem que o tempo não é mais abundante para mim atualmente… Sorry…

Bjks e comentem muito!!!!! =D

16. Laços de Amor

Jacob

Eu precisava pensar com calma, analisar cada detalhe do que estava acontecendo, porém, olhar para minha Nessie naquele estado de paralisia, como se não pertencesse mais ao nosso mundo, nublava minha mente de uma tal maneira, que eu não conseguia pensar de forma clara.

Meus instintos me diziam que a resposta estava perto, mas de alguma forma eu não via.

Me dirigi a porta da casa, enquanto Bella observava meus passos em silêncio, quando fez menção de protestar, ouvi a voz de Edward atrás de mim:

-Deixe que ele vá, Jake precisa pensar sozinho meu amor.

Não me virei, segui meu caminho deixando o lobo vir à tona e me guiar somente por instinto, corri em direção a floresta, eu não conhecia aquele lugar. Fechei meus olhos, me guiei pelos sons e o cheiro da mata.

Minha força se intensificava a medida que me afastava da casa, minha mente estava livre e eu podia sentir que onde quer que eu estivesse indo, estava perto, a energia pulsava com vigor em meu corpo, estava sendo guiado por algo mais forte que apenas instinto. Pela primeira vez em minha vida, me deixei seguir mesmo sem saber o destino, apenas me guiei pela fé, de algum modo eu sabia que encontraria a resposta que procurava.

Tudo a minha volta estava vivo, eu sabia que estava sendo observado o tempo todo, mas tinha certeza que não estava em perigo a força que me cercava era conhecida e familiar apesar de ser algo totalmente novo, eu sei, é confuso mesmo, porém não tenho outra maneira de descrever essa sensação. As árvores a minha volta me traziam a sensação de estar em casa, o clima aqui é muito diferente de Forks, mas o calor é aconchegante e convidativo, a paz que eu sentia aqui era tão injusta, com Renesmee naquele estado eu não deveria estar com esse sentimento de tranquilidade, isso é tão errado, eu simplesmente não conseguia lutar contra isso.

Voltei a forma humana quando encontrei o pequeno riacho no centro da ilha, o lugar era magicamente lindo, mergulhei e deixei que o calor das águas me envolvessem, não me preocupei por estar sem roupas, sabia que não havia ninguém por perto, eu estava sozinho com meus pensamentos e minhas sensações.

A medida que mergulhava naquele rio, ia fundo no torpor de minha alma. Respostas. Era tudo o que eu queria, era tudo o que eu necessitava, de algum modo eu tinha certeza de que era meu dever trazê-la de volta. Fiz uma retrospectiva em minha mente de tudo o que vivi desde que cheguei a esta ilha. O sentimento que nos atingiu, a visão de minha Nessie naquela cama e Adan no colo daquela velha índia.

A percepção veio como um choque de realidade, era tão óbvio, estava o tempo todo diante dos meus olhos.

Ele era a resposta o tempo todo…

Claro que eu sabia que Adan era o responsável pelo estado de Renesmee, de algum modo ele a estava protegendo, mas ele é o responsável por absolutamente tudo!

A força que envolve toda a ilha é obra de Adan, ainda não sei como explicar, mais sempre foi ele, a paz que me envolve aqui agora. Por isso me é tão familiar, vem do meu filho.

Bella…

-Edward, o que faremos?

-Só o que podemos fazer é esperar Rosalie.

-Esperar pelo que? Não me diga que estamos nas mãos daquele cão sarnento?

-Não fale assim Rosalie, Jake está sofrendo tanto quanto nós. – eu sabia que Rosalie se preocupava, mas não era justo que culpasse Jacob, eu não permitiria.

-Bella me poupe, não defenda aquele vira-latas! A culpa é dele pra começo de conversa.

-Não estamos aqui para achar culpados Rose. – Alice interviu com sua melodiosa voz de soprano.

-Alice tem razão Rosalie, afinal, todos temos uma parcela de culpa pela fuga de Nessie – Jasper saiu em defesa de Alice.

-Ah já chega! Não me interessa de quem é a culpa! Edward, quero saber como traremos Renesmee de volta?

-Já disse que não está mais em nossas mãos.

-Não está Edward? – Rosalie se enfurecia.

-Desde nossa chegada a ilha, quem foi a única pessoa que se aproximou de Adan?

-Fora aquela índia que não desgruda dele, só o cachorro.

-Preciso dizer mais alguma coisa?

****

Ver minha filha estirada naquela cama foi terrivelmente doloroso, num primeiro momento pensei ter perdido meu bem mais precioso, meu coração parecia ter se partido em mil pedaços, nunca antes senti uma dor tão intensa. Foi nesse momento que minha preocupação se dirigiu a Adan, afinal era meu neto, um pedacinho da minha filhinha Renesmee e tudo o que ela fizera foi a fim de protege-lo. Como Jacob reagiria ao filho, já que seu nascimento provavelmente fora a causa da morte de Nessie?

Como uma resposta aos meus pensamentos, Jacob o tomou nos braços. Apesar da beleza daquela cena, não consegui aquietar meu coração, eles eram tão lindos juntos, mas estava faltando uma parte fundamental naquela família, faltava Nessie, a razão da minha existência. Uma família tão linda, separada por motivos tolos e decisões equivocadas.

Senti o calor familiar de lágrimas em meu rosto, mas claro que não passava de uma mera sensação, já que chorar era impossível para mim desde que renasci como imortal, porém, com a dor que cortava meu peito, chorar era o último dos meus problemas. A ironia da vida, agora estava renascida, forte, imortal e nem com todos os meus poderes, fui capaz de proteger minha própria filha. Que espécie de mãe eu sou?

Minha angustia era tamanha, que percebi tarde demais que não estava protegendo meus pensamentos, olhando para Edward, pude vislumbrar todo o meu sofrimento transbordando por seus olhos. Droga! Já não bastava ele sofrer pela filha, agora sofreria por mim também.

Por mais poderosa que eu seja, de uma coisa tenho certeza, não poderei suportar perder minha filhinha.

Edward me abraçou protetoramente, ele não precisava me dizer nada, sabia exatamente o que eu sentia, assim como eu também conhecia sua dor. Continuei observando Jacob a distancia.

Jacob não rejeitaria seu filho, meu amigo não era cruel, ele já o amava assim como dissera antes, eram tão perfeitos juntos.

Como um fio de esperança percebemos que Renesmee, estava sendo protegida por Adan, meu coração estaria disparado se ainda batesse, tínhamos ainda uma chance.

A questão era: Como traríamos Renesmee de volta? Mais uma vez constatamos que Adan a estava protegendo, mas de que?

Enquanto minha mente vagava observei Jacob se afastar, podia sentir a dor que emanava dele, Jake sempre fora mais que um amigo para mim, o conhecia tão bem quanto ele mesmo, sabia que precisava de um tempo sozinho, ele não se permitia abater na frente de outras pessoas. Eu queria abraça-lo, confortá-lo, mas Edward me impediu a tempo. Jake precisava de um tempo pra ele e a melhor ajuda nesse momento era permitir que ele partisse.

*****

Já fazia algumas horas que Jake havia saído, eu estava preocupada, mas daria a ele o tempo que precisasse, Nessie continuava na mesma, imóvel encima da cama, porém, Adan estava muito agitado, não conseguia dormir dez minutos seguidos e toda vez que algum de nós tentava toma-lo em nossos braços, chorava descontroladamente até que Kaurê o pegava, a única pessoa que o tomou nos braços além dela foi Jacob, por isso Edward afirma que está tudo nas mãos de Jacob, só ele será capaz de trazer Nessie de onde quer que ela esteja.

Rosalie estava inquieta, estava a ponto de caçar Jacob pela ilha, quando ela estava a ponto de sair, ele entrou e a cena que contemplamos, jamais sairá de minha mente.

***

Jacob

O que eu antes achava ser instinto, agora sabia, que instinto estava longe de ser o que eu sentia, a força que me conduzia tinha outro nome e agora eu sabia que o meu objetivo estava muito perto.

Peguei o caminho de volta a casa, meu filho precisava de mim, me chamou esse tempo todo e só pude entender seu chamado agora, eu precisava limpar minha mente pra conseguir compreender a grandeza de tudo ao meu redor, só que havia mais e era por isso que Adan me chamava.

Sim era claro como água para mim que ele me chamava, estávamos conectados, todas as células de meu corpo sentiam sua presença e seu pedido silenciosamente gritante.

Corri sem me abalar um só instante, tudo ao meu redor emanava a energia de Adan, era incrível como um serzinho tão pequeno pudesse ter tanto poder.

Adan sentia tudo o que sentíamos, e ao me aproximar da casa pude sentir a tensão que emanava lá de dentro, a vampira loura me lançou um olhar quase mortal. Não me importei, o que eu havia descoberto era grande demais, pra me abalar com Rosalie e sua mania de grandeza.

-Saia da minha frente Rosalie!

-Como ousa falar comigo dessa maneira? Some sem mais nem menos e depois volta como se não estivesse acontecendo nada! – ela estava quase gritando

-Não me importa o que você acha, preciso ver meu filho!

-Adan acabou de dormir. Não graças a você claro. – minha paciência estava se esgotando.

-Presta atenção loura, não vou discutir com você, toda essa tensão não é algo bom pra Adan.

-O que quer dizer com isso? Adan está bem, quem precisa de nós agora é Nessie!

-Está bem mesmo Rosalie? Quantas vezes ele comeu ou se acalmou desde que eu saí da casa?

-O que quer dizer com isso, como sabe que ele não comeu?

-Não sente tudo ao seu redor? – quando disse isso Carlisle se aproximou curioso, Bella e Edward já estavam ao meu lado. Edward já sabia as minhas conclusões, mas me deixou prosseguir.

-Como exatamente Jacob? – perguntou o doutor

-Tudo o que sentimos desde que chegamos a Ilha, é obra de Adan.

-Eu já desconfiava, mas você disse que estavam conectados. Explique melhor por favor.

-É isso Carlisle, de alguma forma eu posso sentir o que Adan sente, e ele sente a angustia de todos nesta casa, isso faz com que fique inquieto e não consiga comer, meu filho é muito sensível. Mas ainda tem algo mais…

-O que mais? Diga Jacob, por favor! – Bella quase implorava

-Ainda não sei explicar direito, mas ele me chamou esse tempo todo, só consegui entender isso depois de limpar minha mente e me permitir ouvi-lo.

-Sim, Jacob, mas você já sabe o que ele quer? – dessa vez foi Jasper quem falou, eu sabia que ele mais que ninguém ali queria respostas, não só por Nessie, que tenho certeza que ele amava, mas principalmente por ele. Jasper era muito sensível e tinha um dom muito peculiar, então melhor que ninguém ele me compreendia.

-Voltei agora exatamente para descobrir, por isso volto a minha pergunta inicial: Onde está Adan?

-Aqui está. Ele estava a sua espera. – A velha índia chamou do andar de cima, me apressei em subir as escadas, seguido dos demais Cullen.

-Mas como sabe que ele estava a minha espe… – a minha pergunta ficou no ar quando da porta do quarto pude ver a resposta a minha pergunta.

Bella ao meu lado segurou meu braço como se precisasse de apoio, um instinto puramente humano diante de algo tão especial e inesperado.

Adan olhava fixamente para frente e suas mãozinhas apontavam para a mesma direção, ali víamos claramente eu segurando um bebê nos braços. Não era uma visão como as que Nessie nos transmitia sob seu toque, era quase real, uma espécie de holograma, só que aquele Jacob da imagem, era o Jacob que Nessie tinha visto pelo ultima vez na frente da gruta, antes de ir embora. Eu vestia a mesma roupa daquela ocasião e estava na frente da gruta, só que diferente daquele dia, eu estava com Adan em meus braços.

Olhamos todos confusos para kaurê em busca de uma explicação.

-Magnifico não é mesmo? Eu disse a menina que ele seria um bebê milagroso, mas ele é ainda mais especial do que eu previra.

-Por favor Kaurê como isso é possível? – Bella perguntou.

-Ele estava a espera do pai, desejava isso, mas a lembrança mais marcante que ele tem de seu pai é a lembrança de sua mãe.

-Impressionante… – Carlisle disse pensativo – Adan retratou a ultima imagem de Jacob que Nessie se lembrava, só que manipulou introduzindo a si próprio na cena, como uma representação de seu desejo.

-Estar nos braços do pai – Esme completou a frase admirada. – que dom magnífico!

-Não é uma ilusão. – Edward analisava – é uma espécie de holograma, Adan consegue representar seus pensamentos holograficamente. – a admiração era notória em sua voz.

Não consegui falar nada, me aproximei e o tomei em meus braços, sentindo imediatamente um sentimento de satisfação e uma paz tão profunda que no mesmo instante Adan adormeceu, doce e profundamente.

-Isso meu filho, pode dormir, este sempre será seu lugar. – sussurrei em seu ouvido.

-Bella, ouviu isso? – Edwrad perguntou alerta.

-Ouvi o que meu amor?…

Anúncios