ATUALIZADO

Mal entendido

Capitulo Especial 2: POV ALICE

Desde que nos separamos de nossa família, Jasper e u tentamos varias maneiras de ter nossas próprias distrações, primeiro viajei para Paris, resolvi fazer um curso de Moda novo, e Japer como cavaleiro não me deixou só e fez junto comigo.

Depois fui atraz de meu passado, depois de nosso encontro com James e de ver a fita que ele gravou, uma curiosidade me tomou.

ao ir atrás de meu passado descobri sobre meu dom, fui considerada louca por meus pais, e ao ver que a dada de minha internação era a mesma contida em minha lapide que minha família havia feito, descobri o porque de não me lembrar, era doloroso saber que seus familiares, aqueles que devem lhe apoiar em momentos ruins foram os que me viraram as costas.

Felizmente minha nova vida tinha mais sentido, e Jasper era perfeito, e minha nova família tapou qualquer buraco quanto ao que eu deveria sentir falta, saber de meu passado não foi tão bom, mas também não foi tão ruim.

Olhava pela janela tentando não focar minha  mente em minhas visões dos últimos dias, Edward estava cada vez mais confuso e como não consigo me desligar dele estava ate com dores de cabeça.

Cada dia as visões eram diferentes, estava torcendo para que ele resolvesse logo. Comecei a ficar calma, senti Jasper se  aproximando

-Que foi Alice?  Anda tão angustiada, mais visões ruins? –Jasper sentia meu humor com muita facilidade.

-Não Jasper muitas, na verdade não entendo porque Edward é tão teimoso, estou vendo ele logo voltando para ela e implorando para voltar, mas sempre que decide ele volta atrás,

-Alice no tempo certo ele ira se decidir.

-Eu ainda vejo ela como uma de nós.

-Então tenha calma, tudo irá se resolver.

-como ter calma, minha cabeça parece que vai explodir, com tantas mudanças.

Jas percebeu que não estava me ajudando em nada então se afastou, kate,Tânia, e Irina se aproximaram.

-Alice estamos pensando em ir as compras quer ir conosco precisamos de opinião.

-Eu vi, mas não estou com muita vontade.

-você não quer ir ás compras! isso sim é muito estranho- kate se espantava com meu desinteresse alias ate eu mesma não me reconhecia.

Kat e Tânia se afastaram somente irina permaneceu ao meu lado

-Alice sei que esta angustiada com Edward, mas se eu pedir um favor você pode me fazer.

-Irina, não posso te ajudar no que precisa, é difícil para mim ver quem não tem muito contato conosco,e Laurent ficou pouco tempo e como na época eu estava focando nas decisões de James não consegui muita coisa com ele.

-Alice estou tão preocupada, eu  percebia que estava  difícil para se adaptar, ate sei que ele trapaceou algumas vezes, mas acreditava que com o tempo  se adaptaria, só que ele nunca ficou tanto tempo longe.

-Irina você sabe que é difícil veja Jasper .

-Com um pouco de força de vontade se é possível, Alice tem certeza de que não cosegue nada de Laurent?

-Você tem que aceitar que as vezes as pessoas se vão. É claro que queria falar com ele e mais ainda quando o vi indo atrás de Victoria, ajudaria  saber aonde ela estaria assim Edward poderia voltar para junto de nos.

-E será que ele decidiu continuar seu caminho com ela?

-Desde que o vi  partindo, ele sumiu de minhas visões.

-Tudo bem Alice, entendo, mas se ver qualquer coisa me avise.

-Pode deixar que aviso.

Eu estava mais intrigada por minhas visões estarem muito embaçadas primeiro com Laurent e também com Bella, era como se algo estivesse me bloqueando, só que  Edward me preocupava muito mais, sua agonia e tristeza.

Os dias com nossos amigos eram muito agradáveis, só que eu estava sentindo falta de Forks, me sentia bem na vida de adolescente, e estava sentindo muita falta de Bella também.

Edward acabara de ligar e eu sabia que sua decisão estava próxima, cada dia ficava mais difícil para ele estar longe de nossa família e principalmente de Bella.

(***)

Rose e Emmett acabaram de chegar de sua viajem, Rose animada não percebera a gravidade da situação.

-Alice, acho tudo isso muito ridículo, sabe.

-Sei Rose, mas você poderia ter um pouco de solidariedade com seu irmão.

-Ele está sofrendo a toa, logo a garota envelhece morre e o problema estará resolvido.

-Você é impossível, não percebeu ainda o quanto Edward é ligado a ela, sabe o que ele fará se quando ela morrer?

-Ele não teria tamanha coragem!

Rose e seus argumentos fúteis, não percebia o tamanho da ligação de Edward com Bella, eu temia que ele perdesse o juízo antes mesmo de acontecer o pior a Bella.

Enquanto todos estavam distraídos com alguma ocupação eu tentava me concentrar em desenhos novos quando algo invadiu minha visão:

“ Uma tempestade se aproximando, e logo bella estava caminhando por entre uma trilha, o vento forte soprava seus cabelos, ela estava sentindo uma enorme dor em seu peito, senti como a dor estivesse em mim mesma de tão grande, logo avistei seu destino, ela estava em um penhasco a beira do mar, não tive duvidas do que ela pretendia, me peguei narrando a minha visão,.”

-Bella irá pular de um penhasco.

Todos em coro perguntarão. – Como, porque?

A visão continuava e eu continuava a narrar:

“- Esta começando uma tempestade, mas ela já decidiu, irá pular assim mesmo, o penhasco é muito alto o mar parece muito distante, as ondas estão muito forte, Ela está sorrindo,.”

-NÃO! – me paguei gritando com o que via.

“-Bella pulou do penhasco, ela queria estava decidida, sem medo nem culpa, esperem ela está viva ainda.”

Logo percebi todos relaxarão quando a visão continuou.

“- esperem a correnteza, não Bella, a água a puxou agora, ela está lutando contra .”

-Alice querida esta vendo mais alguma coisa? Esme estava aflita com meu desespero.

-Não, ela , Oh!

-O que foi Alice?

-Ela está desistindo!

-O que isto quer dizer Alice?

-Não sei, eu tenho pouco tempo tenho que ir, tentar impedi-la!

-Alice o que vai acontecer, me diga?

-Não sei, ela sumiu depois que a vi desistir de lutar para sair da água ela sumiu!

-Alice isto quer dizer…ai não me diga que…você sabe o que pode acontecer com Edward se ela!

-Calma Esme, eu vou correr assim vejo se há tempo!

Corri imediatamente peguei o carro de Carlisle, seria mais veloz no momento, durante o caminho a  visão se repetia  e em nenhum momento eu via Bella saindo d’água.

(**)(atualizado a partir daqui)

Quando cheguei à casa De Bella tudo estava tranquilo, entrei pela janela aberta de seu quarto e logo desci a sala e fiquei ali, escutei sua caminhonete chegar e logo partir.

Minhas visões estavam obstruídas por algo, não conseguia ver se era Bella chegando, logo escutei a Caminhonete voltar.

Bella entrou pela porta, mas ficou paralisada e não acendeu a luz, obriguei a acender a luz para ela.

Ela me encarou, e se atirou em meu pescoço.

-Alice, Ah, Alice!

Fiquei aliviada em vê-la, mas seu cheiro era muito atrativo, eu já não caçava a dias fiquei desconfortável.

-Bella? – Ela me cheirava e me afagava, com avidez, repeti seu gesto a acariciando, mas a sede tomou conta de mim.

Ela me soltou e estava chorando.

-Eu…Desculpe…Estou tão feliz …por ver você!

-Está tudo bem Bella, está tudo bem.

-Sim.- ela continuava a chorar, eu tinha me esquecido de sua alegria que contagiava a todos.

-Tinha me esquecido de como você é cheia de vida.- a reprovei um pouco pois ela esquecia que estava lidando com vampiros, que poderiam a matar.

-Ah! – Ela encarou meus olhos que estavam escuros devido a sede.- Desculpe!

-A culpa é minha , faz tempo que não caço, mas estava com muita pressa.- fiquei irritada com tudo que vi, e ela estar ali sã e salva.- Por falar nisso, poderia me explicar como você está viva?

Ela ficou nervosa, sabia que a vi pulano de um penhasco.

-Você me viu cair? – estava envergonhada.

-Não, eu vi você pular!!!

Sacudi a cabeça em reprovação a sua atitude.

Eu sábia que poderia acontecer, adverti Edward varias vezes, então comecei a tagarelar.

-Eu disse a ele que isto ia acontecer, mas ele não acreditou em mim, “ A Bella prometeu.”- “ Não fique olhando o futuro dela também.”- “ já causamos muitos problemas.”. Mas não estar olhando não significa que eu não veja, eu não estava vigiando, eu juro Bella. Mas estou sintonizada a você…

Quando a vi pular não pensei vim direto , sabia que chegaria tarde demais, Então cheguei aqui achando que poderia ajudar a Charlie com alguma coisa, e você apareceu de carro.

Eu não conseguia parar de falar, e gritar…

-Eu a vi entrar na água e esperei que saísse mas isso não aconteceu.

O que ouve? E como você pode fazer isto com Charlie? Não parou para pensar no que causaria a ele? E a meu irmão? Você tem ideia do que Edward…

Ela me interrompeu neste momento.

-Alice eu não estava tentando me matar.

Como? O que ela fazia então?

-Está me dizendo que não pulou do penhasco?

-Não, mas…Era diversão!

Oque?

-Vi alguns amigos de Jacob pulando , e pareceu divertido.

Eu fiquei perplexa com tudo que Bella me contava, a cada duvida esclarecida surgia uma novidade extraordinária.

Primeiro o fato de Jacob, o garoto quileut que a tirou da água, não aparecer em minhas visões.

Eu sabia que Bella não poderia sobreviver sozinha, ela estava se arriscando muito.

Depois ainda saber que este tal de Jacob era um Lobisomem, isto era o cumulo, nunca cheguei a conhecer um, mas sabia que eram muito instáveis e perigosos, Bella tendia a se envolver sempre com companhias estranhamente fatais.

O cheiro de Bella não estava muito agradável devido a suas atuais companhias, mas o que mais me deixou perplexa foi a noticia de Victória estar caçando Bella, enquanto edward estava a caçando do outro lado do continente.

-Victória?, Laurent?

-Imã para perigo lembra? – Bella gesticulou a si mesma.

Eu tinha que saber dos detalhes todos.

-Conte tudo… desde o começo!

Ela me contou tudo, desde o seu estado totalmente depressivo a sua vegetação, e as suas aventuras em busca de adrenalina.

– Nossa partida não lhe fez muito bem, não foi?

-Mas isso nunca teve importância não é? Até parece que vocês partiram para meu bem?

Bella abaixou a cabeça em sinal de que senta-se muito abalada.

Repeti o gesto, mas de vergonha.

Eu sabia que prometi a Edward que não me intrometeria, e decidi que iria embora, mas Bella não me deixou.

Ela estava horrível, abalada emocionalmente como se uma parte dela estivesse faltando, eu sabia que aconteceria, e Edward estava exatamente igual.

-Eu disse a ele- falei comigo mesma .

O telefone tocou e ao atender, percebi a mudança de voz em Bella, era seu amigo novo, eu sabia do tratado de nossa família com eles mesmo não estando presente no momento, e sabia que podia causar problemas, mas precisava caçar imediatamente, verifiquei e sabia que em uma hora Bella não faria nada estupido.

Então fui caçar.

Foi uma caça rápida, somente para poder ficar próxima de Bella sem ter acidentes.

Ao voltar cheguei na sala de Bella que estava com uma cama improvisada no sofá,

Começamos a conversar e percebi que aoisaber de Edward foi o momento mais difícil de nossa conversa.

Ao avistar Charlie chegando, sabia que com tudo com que teve passado com Bella, ele obviamente não estaria feliz com minha presença, mas felizmente Charlie era muito compreensivo.

Sabia que minha visita teria que ficar em segredo para Edward, pelo menos tentaria.

A conversa com Bella terminou quando ela cansada acabou dormindo em meu colo, eu a acomodei e para manter as aparências quando Charlie chegou, fingi ter dormido ali ao seu lado, mas pela manhã fui falar com Charlie antes de Bella acordar saber outro lado da história.

Enquanto Charlie preparava o café ele relatou todo o estado de Bella.

-Foi tão ruim assim, Charlie? – eu custava acreditar que Bella podia ter se sentido tão vazia e incompleta, geralmente Humanos tendem a se recuperar de desilusões rapidamente, ela já agia como nós até nisto, se enterrando em um buraco. A cada relato de Charlie minha mente não deixava de ter imagens de meu irmão, que sabia estar exatamente igual.

-Muito ruim.

-Conte-me tudo.

Os ataques de Bella, a semana que ela ficou isolada, a sua alegria pela vida sendo perdida, e até a recusa de ir morar com a mãe, tudo era muito triste.

Depois de saber tudo e saber que sua vida voltou a ter um pouco de sentido com seu amigo Jacob, sabia que ela poderia se recuperar, mas sabia que minha visita poderia colocar a perder tudo isto.

Charlie não sabia o real motivo de nossa partida e não poderia culpa-lo de sua raiva por Edward.

-Alice tenho que lhe fazer uma pergunta.

-Pode perguntar.

-Ele não virá visita-la também, não é?

-Ele nem sabe que estou aqui, da última vez que nos falamos ele estava na América do sul.

-Já é alguma coisa, bem espero que ele esteja se divertindo.

-Eu não faria suposições Charlie.

Logo Bella estava acordada, e encerramos o assunto.

Contei a bella sobre minha descoberta de minha vida passada.

-Meu nome era Mary Alice Brandon. Eu tinha uma irmã chamada Cynthia, A filha dela ainda esta viva em Biloxi. Descobri que eu estava em um sanatório, fiquei me perguntando o que levou a pais colocarem a filha em um lugar assim mesmo que a mesma tenha visões do futuro…

Fiquei por um instante pensativa pois isso era algo que me incomodou.

-Não descobri muito sobre eles, mas soube das datas de suas mortes, e eu fui dada como morta no mesmo dia de meu internamento.

Contei-lhe que agora estávamos todos juntos em nossa casa próximo ao Clã Denalli .

Passei mais uma noite em sua casa, Bella arrumou a casa eu a observava e pensava todo tempo que poderiam as coisas terem sido diferentes se Edward não fosse tão cabeça dura.

A companhia tocou e eu não consegui ver o visitante, então tive a impressão de saber quem poderia ser.

Eu rapidamente sai depois de confirmar que minhas visões tinha falhas com os lobisomens.

Fiquei a uma distância segura da casa de Bella, esperando o Jacob sair, mas foi quando minha mente foi tomada por uma visão.

“ Edward acabara de receber um telefonema de Rose, Oh não, ele ligou para cá e pensa que Bella está morta.”

Quando rapidamente ia me deslocar para casa de Bella, a visão tomou um rumo diferente.

“ NÃO, Edward como pode fazer isso????”

Peguei meu celular e tentei ligar para ele, alguém com uma língua diferente atendeu, reconheci o português e soube que o telefone estava em uma lixeira.

A visão se intensificou, ele estava decidido ele iria aos Volture pedir para que lhe tirassem a vida!

Anúncios