14. Impressionante

Alice foi a primeira a correr e eu logo a segui, foi até engraçado me perceber ainda de pijama quando já estava no meio do caminho, parei considerando a idéia de voltar e trocar de roupas, Jake também parou ao meu lado.

– O que foi?

– Olhe pra mim – eu pedi já quase me virando para voltar a cabana – ainda estou de pijama e mesmo sendo um pijama o tecido é muito fino Jake tem estranhos lá eu vou voltar.

– Não – ele segurou meu pulso me fazendo virar pra ele – tome – num movimento rápido ele tirou a camiseta que vestia estendendo-a pra mim.

– Jake! Nessie! Por Deus vamos!!! – era Alice nervosa demais ao aparecer poucos metros a nossa frente pra logo correr de novo.

– Viu não daria tempo – Jake falou e eu sorri pra ele ao colocar sua camiseta.. ele não correspondeu meu sorriso apenas se virou e começou a correr também, ele tinha razão afinal de contas eu não tinha a menor idéia do quanto o havia machucado e isso me machucava também a cada rejeição que eu sofria por ele, mais ele saberia de tudo e se eu tivesse sorte tudo voltaria ao normal, sai do meu constante tormento balançando afirmativamente a cabeça e correndo em direção a mansão.

Quando enfim cheguei Jake já estava encostado em uma parede qualquer com Embry e Quil. Eu não tive tempo de avaliar o restante do ambiente porque fui envolvida pelos braços gelados de Rosalie num abraço quase sufocante.

– Oh Nessie .. meu bebe, eu sinto tanto meu amor eu.. – ela me abraçou ainda mais forte e sua voz tomava um tom cada vez mais embaraçado. ela estaria chorando com certeza – seu pai não nos deixou ir vê-la esses dias – ela acusou olhando de forma assassina para Edward que apenas rolou os olhos ao encontrar os meus.

– Esta tudo bem agora tia – me surpreendi ao notar que chorava também.

– Não meu amor não está – ela secou as lagrimas do meu rosto com seus dedos frios – eu avisei a todos, eu sabia que seu pai estava te encobrindo, eu pedi a ajuda de todos e nem mesmo aquele cachorro que diz te amar tanto me ouviu – o olhar assassino voltou para o rosto perfeito dela ao se virar para Jacob – ele não merece um grama se quer do seu amor querida..

– Tia.. – gemi ao perceber Jake fechando os punhos com força – não foi a você que eu deixei naquela floresta, ele só acreditou em mim como sempre fez – Jake apertou ainda mais os punhos ao cerrar os olhos pra mim, ele estava confuso mais eu não explicaria tudo pra ele agora e muito menos aqui, foi em pensar nisso que tomei consciência de vários vampiros estranhos espalhados pela casa e eu podia ver muitos mais deles no gramado no fundo, então que ele entendesse sozinho.

Minha mãe esperou minha tia voltar a ficar do lado de Emmett para vir até onde eu estava me abraçar forte parecendo chorar tambem

– Me desculpe meu amor eu nunca deveria ter falado aqueles absurdos de ontem eu..

– Tudo bem mamãe.

Fui abraçada em seguida por Emmett, Carlisle, Esme e Jasper. Alice foi a ultima a vir até a mim junto com meu pai, enquanto ele dava um leve beijo em minha cabeça ela se desculpou.

– Me perdoe por estar tão nervosa querida mais minha cabeça esta fervendo estou vendo tantas coisas e acabo ficando nervosa.

– Tudo certo tia..

– Não eu nunca ajo dessa forma é estranho muita coisa aparecendo ao mesmo tempo – ela suspirou – preciso ir lá pra fora ficar longe dos lobos ..de você .. ver algo..

– Pequena Alice você sabe que não precisa continuar se martirizando se quiser – era Narciso, me virei vendo-o descer os últimos degraus da escada, e agora com ele próximo ao meu pai eu constatei horrorizada que ele era mais lindo.

– Eu sei Narciso mais você tendo o mesmo dom que eu deve saber que é desagradável ver tudo o que vai acontecer, mais é ainda mais desagradável não ver..

Ele sorriu daquela forma contida que ele sempre fazia dando um breve gesto de confirmação para Alice então ele me encarou.

– Nessie .. fico feliz que você tenha conseguido, se me permite – ele de forma surpreendente me abraçou, eu estranhei uma coisa assim não parecia ser o costume dele tão serio e formal como ele era – obrigado – ele disse baixo ao se separar de mim me deixando confusa

– Pelo que?

– Pelo que graças a você vai acontecer em alguns minutos – ele sorriu de novo parecendo verdadeiramente feliz – devo dizer que em seu futuro só há 4 possibilidades agora e em todas elas Jake te entendeu completamente – meus olhos saltaram enquanto eu via por minha visão periférica Jake ter a mesma reação.

– O que.. – Jake tentou.. mais balançou a cabeça ainda confuso parando de falar.

– Olá Jake – Narciso cumprimentou da forma mais natural como se eles se conhecessem a eras – acho que não lhe explicaram nada ainda ou aos outros lobos – foi curioso que nessa mesma hora o bando de Sam entrava pela porta – eu posso ver o futuro como você já deve ter percebido por minha breve conversa com a pequena Alice, mais o mais importante é que eu consigo ver a todos incluindo todos de La Push, você… e Nessie é claro!

– Você nos vê? – foi Quil que perguntou de maneira ansiosa.

– Sim e vejo em varias das possibilidades de seu futuro Claire num lindo vestido branco.. parabéns.

– Ele nos vê!! – Quil afirmou espantado ao ser empurrado por Jake que se aproximou de forma lenta.

– Isso não é muita coisa Quil é obvio que você e Claire casarão um dia

– Então é obvio também que eu saiba que o primeiro beijo deles será numa praia quando Claire tiver 15 anos e estiver com um vestido vermelho de alcinhas, e que será ela a pedir o beijo por estar chateada demais com algo que ainda não consigo ver – Quil pareceu parar de respirar até Embry dar vários tapas nas costas o fazendo tossir alto – então ola de novo Jake você teve muita sorte com Nessie agradeça a quem quer que seja por isso.

– Eu já agradeci – Jake respondeu de forma baixa, ele não olhou pra mim e mesmo assim pegou em minha mão e me puxou suavemente de volta para onde ele estava antes, todos cochicharam um “hei Nessie” ou um “que bom que você esta de volta” enquanto Jake me posicionava colado as suas costas sem deixar minha mão.

Vi meu pai sorrir para aquele gesto, então percebi feliz que meu pai se posicionava a frente da minha mãe da mesma forma e que meu tio Emmett e meu avô Carlisle também faziam isso. Jake estava em posição de proteção em relação a mim e o que Narciso me disse a pouco e mais a forma forte que ele segurava minha mão encheu o meu peito.

– Estão todos aqui? – meu pai perguntou de forma suave a Narciso.

– Faltam em torno de 50 ainda Edward, mais eles chegarão durante o conflito, o certo é que já temos um numero considerável aqui.

– Quando os Volturi vão chegar? – foi Jake quem perguntou dessa vez me fazendo me inclinar para frente pra tentar ver seu rosto, não era apenas proteção então? Ele entendeu? Ele me perdoou? Ele..

– Sim – meu pai falou em minha direção, ele havia respondido minhas perguntas então senti meu coração disparar, eu queria abraça-lo agora e pedir perdão por mentir, e dizer o quanto sofri sem ele também – depois Nessie – meu pai me repreendeu e todos nos encararam.

– Bem – Narciso começou – em torno de 40 minutos infelizmente – minha mãe fez um ruído estranho nos chamando a atenção – Bella – Narciso a encarou – você tem que se concentrar no que você vai fazer .. Nesie estará bem, Jake saberá cuidar dela – vi minha mãe encara-lo de volta parecendo querer protestar então ela se virou para encarar Jacob e nesse momento ele apertou ainda mais minha mão parecendo reafirmar as palavras de Narciso caso eu tivesse medo.. mais eu não tinha mais medo, não agora que sabia que estava tudo bem entre nós de novo. Minha mãe pareceu receber essa confirmação através do olhar dele porque ela logo pareceu relaxar ao afundar seu roto nas costas do meu pai.

– Ficara tudo bem amor – meu pai ressaltou num sussurro.

Ficamos um instante todos ali parados até ouvirmos uma discussão ao longe, duas vozes se aproximavam cada vez mais da casa e eu pude distingui-las facilmente como sendo de Leah e Seth.

– Vamos logo Leah só esta faltando nós dois lá.

– Eu não me importo com isso – Leah gritou

– Mais tem que se importar. Droga Leah isso envolve a Nessie então envolve a nós, ela é esposa do Jake lembra?

– Eu não preciso lembrar disso Seth, ele não me mandou lembrar alias ele nem me mandou vir aqui!! Eu vou voltar!!

– Leah!!! – a voz de alpha de Jake ecoou pelas paredes, e eu pude ouvir ela parando em seu lugar lá fora – Eu preciso de você e Seth aqui agora!!

Leah bufou lá fora e pude ouvi-la começar a correr só que dessa vez em nossa direção, vi também Narciso se remexer no lugar parecendo estranhamente nervoso.

– Você e sua grande boca Seth idiota!! – Leah pareceu não se importar com a casa cheia de vampiros e entrou aos berros com o irmão parando bem em frente a mim e Jake – Olá Nessie!! – ela fez questão de parecer falsa ao me cumprimentar – Deixe-me adivinhar – ela encarava apenas Jake agora – Defender a pirralha e montar guarda do lado dela quando tudo começar?

– Leah – Jake respirou fundo ao tremer de leve os braços, ela o estava irritando – Fique sempre atrás de mim contornando Nessie e se eu me afastar fuja com ela! – eu iria protestar essa ultima parte mais Leah a fez por mim.

– Eu que vou ter que leva-la?? – ela berrou fazendo Jake tremer mais.

– Sim você é mais rápida e isso não esta em discussão!! Pode ir lá pra fora agora como eu sei que você quer fazer!!

– Jacob!!

– Leah pare com isso agora!! – foi Seth que rosnou as costas dela a fazendo girar para o ver de frente.

– Cala a boca garoto idiot.. – ela parou abruptamente de falar, e eu sai de traz de Jake para ver sua expressão, seus olhos tinham um foco intenso em algo atrás de Seth e parecia que ela não o via mais ali tão perto dela mesma, eu segui seu olhar e tampei a boca a tempo de soltar uma exclamação de surpresa, era Narciso que ela focalizava daquela forma e ele a respondia com a mesma intensidade e com um sorriso tão lindo que com certeza deixaria uma humana normal grogue por horas.

– Leah? – Seth perguntou também seguindo o olhar dela e se dando conta do que estava acontecendo, aquela altura todos estavam cientes e eu podia ouvir Emmett e alguns lobos começarem a rir – Merda!! Leah pare com isso agora!!

– Seth.. – tentei chamá-lo e me surpreendi com o humor impregnado na minha voz, parei.

– Não, não, não!! Leah pare com isso agora!! – ele continuou e Emmett já estava gargalhando, Leah se quer parecia ouvir a voz de Seth enquanto Narciso se aproximava com o sorriso ainda mais deslumbrante, como ele conseguia?

– Seth qual é? – minha mãe começou também disfarçando o sorriso – Não pode ser tão ruim.. você sabe..

– Não eu não sei Bella, vocês vampiros podem ser legais mais não pra serem objeto de impressão!!! Sem ofensas.

– Oh tudo bem, mais acho que você não pode fazer muita coisa – minha mãe riu abertamente ao apontar para as costas de Seth e mostrá-lo que Leah também avançava em direção a Narciso.

– Droga!! – Seth gritou e todos estavam rindo mais uma vez até Jake se balançava num riso mudo, Seth foi até a irmã a chacoalhou diversas vezes até que seus olhos escuros se focaram nele – Você não esta tendo uma impressão!! Merda Leah ele é um vampiro!! – se podia ouvir vários cochichos dos vampiros estranhos e ainda mais risadas conforme Leah parecia retomar com sua consciência

– O que? – ela perguntou confusa

– Você não pode ter uma impressão com um vampiro!! – Seth berrou e eu pude ver Alice a Jaspe voltarem do quintal.

– Não seja idiota garoto!! Eu não estou tendo uma impressão com um vampiro!! – ela também berrou fazendo uma nova explosão de risadas acontecer.

– Não? – Narciso perguntou e ela o olhou de novo com a expressão abobalhada voltando pro seu rosto enquanto todos nós ouvíamos sua respiração falhar, seu coração acelerar e sua pernas bambearem conforme ele se aproximava.

– Hei cara parado ai – Seth ameaçou se inclinado e começando a tremer, foi ai que Jake agiu.

– Seth – ele chamou com a voz de alpha fazendo Seth encolher os ombros – pare com isso e venha para trás de Nessie agora!! – Seth parecia extremamente derrotado enquanto fazia exatamente o que Jake mandou.

– Não está? – Narciso perguntou a Leah de novo eu como todos tive a nítida certeza que eles nem se quer tomaram conhecimento do que Seth e Jake haviam falado durante aquele curto tempo.

Leah piscou diversas vezes parecendo atordoada demais.

– Não eu não estou!! – o coração dela batendo cada vez mais rápido, as mãos suando as pernas moles – eu não sei o que você esta fazendo mais pare agora!!

– Eu não posso parar uma impressão – ele disse feliz sorrindo daquela forma arrasadora de novo, o coração de Leah pulou e sua respiração ficou presa – Você é linda.. – me vi sorrindo novamente, mais não da graça e sim do quanto aquilo tudo era incrivelmente lindo, Leah estava descalça com um shorts e camiseta largos e masculinos, o cabelo preto cortado de forma curta estava todo desgrenhado, mais não se podia negar que era ela linda com a feições delicadas contrastando com os olhos escuros e fortes, e mesmo assim eu sabia que pra ele… ela aparentava como ele ou meu pai aparentava para todos nós .. deslumbrante.

– Você também é lindo – ela soltou logo cobrindo a boca de maneira assustada enquanto seus olhos se arregalavam, era incrível ver ali de uma forma diferente é claro, mais ver de certa forma o que tinha acontecido comigo e Jake.

Narciso sorriu ainda mais com a declaração sem querer dela e deu mais um passo, o coração de Leah deu vários pulos e sua respiração voltou a ficar falha.

– Pare com isso!! – ela berrou

– Eu não consigo… me desculpe – Narciso pediu agora a poucos centímetros dela uma de suas mãos alisou a bochecha de Leah a fazendo fechar os olhos, coração batendo de forma louca ate que ela se afastou dele parecendo horrorizada e correu porta a fora. Narciso riu levemente do gesto dela.

– Me desculpem por isso – ele pediu a todos ainda sorrindo – eu já volto – então a seguiu.

Todos nos começamos a nos encarar sem entender muita coisa, apenas Seth resmungava alguma coisa como “maldita ordem de alpha” pra si mesmo.

– Esperamos? – tio Jazz perguntou

– Sim.. ela não pode ir longe ou estaria me desobedecendo. – Jake disse.

– Sim isso é verdade e, além disso, ela estranhamente não consegue ir pra muito longe de Narcizo – meu pai revelou fazendo todos cairem em gargalhadas mais uma vez.

Exatos 10 minutos se passaram e todos ficaram bobos ao ver Narciso e Leah voltarem de mãos dadas

– Eles chegaram. – Narciso disse logo que se postou junto a porta com Leah a um passo de suas costas como todas as outras mulheres estavam, a surpresa por eles já estarem daquela forma tão intima não durou muito, pois logo depois da declaração de Narciso todos se remexeram nervosamente no seus lugares

– A clareira – Jazz soprou e no mesmo instante Narciso saiu pela porta e começou a correr com Leah ao seu lado, vários vampiros começaram a segui-lo e eu pude reconhecer o seu guarda Diógenes ente eles.

– Vamos – Sam ordenou ao sair em direção a floresta já tremendo, todo o seu bando o seguiu, Emmet segurou firme a mão de Rose a puxando para fora, meus avós, meus pais e meu tio Jasper e Alice também fizeram o mesmo então Jake se virou pra mim de repente. Ele me suspendeu em seus braços e me beijou desesperado até me colocar no chão.

– Eu amo você – ele murmurou no meu ouvido enquanto me abraçava forte, ele me soltou suavemente pegando minha mão e fez um sinal para Seth, Embry e Quil que logo correrão para a floresta tremendo também.

Nós saímos pela porta e todos da minha família ainda estavam ali nos esperando, eu sorri pra Jake, ele apertou minha mão em resposta e nos começamos a correr com minha família a poucos passos atrás de nós, a hora enfim havia chegado e eu me vi estranhamente tranqüila, eu já tinha meu Jake de volta e nada que acontecesse naquela clareira poderia mudar a verdade mais absoluta da minha vida: ele era meu e eu o amava mais do que tudo, eu só estaria indo pra lá agora definir por mais quanto tempo eu viveria isso.

_____________________________________________________________________________

 (LEAH)

Isso é totalmente ridículo!!!! Os sanguessugas estão com problemas? O que raios eu tenho a ver com isso? Ahhhhhhhh!!!

O idiota do Seth me olhou com raiva de novo, revirei meus olhos pra ele ainda bufando. Qual é o problema deles? A pirralha não tinha ido embora? Agora nós estávamos indo pra lá arriscar a nossa pele por causa dela? IDIOTAS!!

Já estávamos próximos a casa daqueles fedorentos só daqui de longe meu estomago já revirava… eca! Seth continuava agitado, eu vou bater nesse garoto!!

– Vamos logo Leah só esta faltando nós dois lá.

Não entendi, é pra eu me importar?

– Eu não me importo com isso! – quis deixar bem claro

– Mais tem que se importar. Droga Leah isso envolve a Nessie então envolve a nós, ela é esposa do Jake lembra?

Como se eu pudesse esquecer.. disfarcei.

– Eu não preciso lembrar disso Seth, ele não me mandou lembrar, alias ele nem me mandou vir aqui!! Eu vou voltar!!

– Leah!!! – Droga!! Era o Jacob e com aquela maldita voz que eu não podia desobedecer, parei de súbito e bufei era a única coisa que me restava – Eu preciso de você e Seth aqui agora!!

Olhei pro idiota do meu irmão louca pra perguntar se agora ele estava satisfeito?! Mais nem precisava perguntar a cara de presunção que ele fez já me dizia tudo.. puxa saco!! Comecei a correr em direção a casa já que não tinha outro jeito. Mias acabei não resistindo .. eu nunca resistia quando via aquela cara de admiração patética do Seth em relação ao Jacob.

– Você e sua grande boca Seth idiota!! – berrei na frente de todos o fazendo encolher os ombros, não me importei com onde estava, eu nunca me importei mesmo, registrei vários deles: sanguessugas nojentos e estranhos por toda casa e lá fora também, falando nisso eu queria ir lá pra fora o cheiro era mais suportável lá, parei na frente do meu grande alpha.. bahh e pude vê-la: a pirralha colada as costas dele como se a qualquer momento ele fosse se jogar na frente de algo por ela.. extremamente ridículo – Olá Nessie!! – cumprimentei simpática tendo uma careta dela como resposta, ela sabia que eu estava sendo falsa e também não liguei pra isso me virando apenas pra Jacob agora – Deixe-me adivinhar – falei sarcástica já o vendo tremer levemente – Defender a pirralha e montar guarda do lado dela quando tudo começar?

– Leah – Jacob respirou fundo ao tremer os braços mais uma vez, legal eu estava o irritando pelo menos – Fique sempre atrás de mim contornando Nessie e se eu me afastar fuja com ela! – O QUE??? Ele esta louco?

– Eu que vou ter que levá-la?? – berrei o vendo ficar mais nervoso, mais eu não estava nem ai só não queria ficar de baba daquela nojenta.. isso não.

– Sim você é mais rápida e isso não esta em discussão!! Pode ir lá pra fora agora como eu sei que você quer fazer!!

Merda uma ordem de novo!! Lutei contra meu próprio instinto de obedece-lo..

– Jacob!! – insisti

– Leah pare com isso agora!! – foi Seth que rosnou atrás de mim me irritando completamente, girei nos calcanhares e estava pronta pra pular naquele pescoço puxa saco se fosse preciso.

– Cala a boca garoto idiot.. – E tudo de repente não estava mais lá..

Só havia ele.. era alto, branco como mármore, aparentemente fraco, olhos escuros, cabelos lisos e castanhos claros e o rosto.. meu coração falhou uma batida quando me foquei exatamente em seu rosto ele era lindo!!!! E tudo mais havia sumido: o meu ódio por aqueles sanguessugas, o meu eterno rancor por Sam.. quem era Sam? Não havia mais Jacob ou a nojenta da impressão dele, meu irmão também havia sumido.. onde estavam todos?

Os olhos dele me devolviam o olhar.. minha mente girava e girava enquanto toda minha vida parecia ser arrastada pra um buraco bem fundo enquanto aquele homem surgia glorioso tomando conta de toda ela, Onde era La Push? O que eu estava fazendo aqui mesmo? Uma força surgiu instantaneamente ao olhar dele e ela me puxava pra ele como se fosse impossível recusar, eu sucumbi a ela alegremente indo até seu encontro conforme ele vinha ao meu, mais alguém começou a me balançar freneticamente pelos braços.

Era Seth… ele tinha voltado?

– Você não esta tendo uma impressão!! Merda Leah ele é um vampiro!!

– O que? – perguntei confusa, não ele não era um vampiro .. ele era .. merda! Ele era um vampiro o que estava acontecendo?

– Você não pode ter uma impressão com um vampiro!! – Seth berrou.. era obvio que eu não estava tendo uma impressão, eu não tinha impressão e não teria isso é fato!!

– Não seja idiota garoto!! Eu não estou tendo uma impressão com um vampiro!! – gritei brava o bastante pra que ele entendesse de vez, só que foi minha vez de não entender porcaria nenhuma quando todos começaram a rir.. eu disse uma piada por acaso? Grrrr.

– Não? – minhas pernas imediatamente amoleceram com essa simples palavra, era ele.. essa voz.. como se violinos estivessem tocando uma musica de ninar, meu coração acelerou atém mesmo antes de encará-lo e quando eu o fiz minha respiração faltou .. até o ar tinha sumido.

Ele sorria pra mim e eu tive a certeza que nunca poderia encontrar uma palavra pra definir como aquele sorriso era.. lindo era pouco .. maravilhoso também.. as palavras também tinham sumido frente a ele.

Ele estava se aproximando… mais.

– Não está? – ele e sua linda voz perguntaram mais uma vez.. pisquei diversas vezes enfim entendendo o que ele perguntava.

– Não eu não estou!! – meu coração batendo cada vez mais rápido, e minhas mãos suando enquanto minhas pernas ficavam cada vez mais moles, então era ele que estava fazendo isso comigo? – eu não sei o que você esta fazendo mais pare agora!! – exigi

– Eu não posso parar uma impressão – ele disse sorrindo daquela forma pra mim mais uma vez, meu coração pulou e minha respiração ficou presa – Você é linda.. – ele cantarolou e mesmo sentindo uma estranha felicidade por ele achar isso, eu podia ver o absurdo eu não era linda não se comparada a ele.

– Você também é lindo – suspirei me assustando..o que era isso afinal!! Tapei minha boca assustada demais enquanto meus olhos se arregalavam, ele não ajudou em nada ao se aproximar mais de mim com aquele sorriso no rosto, meu maldito coração deu vários pulos agora e eu me vi sentindo falta de ar mais uma vez, eu não queria isso .. o que quer que seja eu simplesmente não queria

– Pare com isso!! – berrei desesperada enquanto meu coração dava cada vez mais cambalhotas.. eu iria morrer?

– Eu não consigo… me desculpe – como ele fazia isso? Eu queria ter raiva.. ódio e o maximo que consegui foi suspirar e fechar os olhos quando senti sua mão roçar meu rosto, ele era frio mais não insuportável..era bom e eu tive certeza que poderia ser tocada por ele o resto da vida sem reclamar se quer um dia, a forma louca que meu coração batia me dava essa certeza também então nesse milésimo de segundo eu enfim juntei as peças de tudo que estava acontecendo..e Seth tinha razão.. eu não poderia ter uma impressão com um vampiro ..eu.. me afastei dele horrorizada demais pra admitir a mim mesma que eu já precisava de muito mais do que aquele simples toque. Corri porta a fora eu tinha que sair daqui.

Meu coração batendo cada vez mais rápido enquanto eu me embrenhava na floresta, eu não queria me transformar eu só queria que tudo parasse porque tudo era absurdo demais pra fazer sentido, então eu o senti, eu já podia identificar seu cheiro até no meio de uma multidão, ele andava até mim de maneira calma e não se surpreendeu quando eu me abaixei e fiquei em posição de ataque.

– Leah você não vai me atacar – ele afirmou seguro e eu me xinguei mentalmente por estar fantasiando com sua linda voz ao invés de calcular em quanto tempo chegaria a seu pescoço.. – Leah?

– Pare – pedi ao me endireitar e encostar contra uma arvore.

– Eu já lhe disse que não posso – ele pareceu ligeiramente triste e meu coração apertou quando identifiquei esse sentimento nele – e também não quero – ele disse mais baixo ao se aproximar muito de mim.

– Isso não faz sentido – confessei enquanto aquelas mesmas reações aconteciam devido a sua aproximação, meu coração, pernas e respiração pareciam não mais me obedecer perto dele – você é meu inimigo – tentei continuar – meu inimigo e não um objeto pra impressão.

– Na vida as melhores coisas não fazem sentido – ele sorriu meio torto ao terminar e eu me vi ofegar.. droga!! – e eu não sou seu inimigo Leah, eu não me alimento de humanos sou adepto do estilo de Carlisle.

– O doutor sanguesuga e a família toda tem os olhos amarelos como prova os seus são vermelhos .. escuros quase pretos – acusei.

– Desconfio que me alimentar de animais apenas a 50 anos não pode afetar a cor dos meus olhos.. ainda.

– Como não? Bella se alimenta apenas a 7 anos e seus olhos são am..

– Bella não tem mais de 5.000 anos.. – ele me interrompeu fazendo uma ligeira careta, meus olhos formaram bolas.

– Você vive a mais de 5.000 anos?!!!

– Sim – ele começou baixo de novo se aproximando de mim ainda mais – a mais de 5.000 anos eu esperei exatamente esse momento.

Minhas pernas falharam, e se eu fosse uma humana comum com certeza tinha caído.

– Não..

– Não me peça pra não dizer coisas assim – ele me cortou mais uma vez – eu espero você por exatos 5.432 anos e poso garantir que cada segundo de espera valeu a pena, você é muito mais do que eu podia se quer imaginar – uma de suas mãos estava fechada no lado do meu rosto me fazendo encará-lo, eu estava em pânico.

– Eu nem ao menos sei o seu nome.. – sussurrei me sentindo patética com a desculpa.

– Narciso Felipus Ignacios muito prazer..

– Narciso? – sussurrei de novo impossibilitada de falar com um volume normal.. não com ele se aproximando cada vez mais, percebi que havia duas de mim agora: uma que estava com uma vontade enlouquecida de saber se o gosto dele era tão doce como o cheiro e a outra que estava em pânico e gritando pra que eu saísse dali, a enlouquecida ganhou e eu já podia sentir o hálito dele.. doce.

Foi tão devagar.. a forma que ele se moveu até estar bem perto de mim, a mão que estava no meu rosto me acariciou fracamente me fazendo fechar os olhos enquanto eu senti a outra segurar minha cintura, devagar .. tão respeitoso e cruelmente torturante, ele se aproximou mais e seu nariz roçou em minha bochecha e queixo.

– Sim – ele disse muito baixo, baixo para apenas eu ouvir – seu Narciso.. – e quando enfim ele roçou os lábios frios nos meus eu me assustei ligeiramente com a minha resposta sentindo uma felicidade imensa depois que ela saiu dos meus lábios ..eu gostei daquilo.

– Meu Narciso…

A distancia foi vencida, os lábios dele se fecharam em cima dos meus e eu pude sentir como se houvessem varias explosões dentro de mim, era inacreditavelmente bom, doce e frio da maneira mais inquietante que podia ser, vi minhas mãos ganharem vida.. uma subiu entre nossos corpos para se espalmar no peito de pedra dele enquanto a outra subiu mais até seus cabelos. Ouvi um som profundo sair de sua garganta depois do meu gesto, ele passou seus braço por minha cintura com mais vontade me levando pra mais perto. nos colando de uma vez por todas, a mão no meu rosto deslizou para minha nuca fazendo -o forçar mais os lábios nos meus .. sua língua me invadiu cuidadosa e ousada ao mesmo tempo, eu não tenho como definir realmente isso e nem quero, meu coração parecia querer falhar de vez a qualquer momento enquanto minhas pernas realmente falhavam o fazendo me segurar com mais força. Ali presa nos braços e no beijo do meu maior inimigo eu vi a chance de ser completa, eu nunca senti todas essas coisas na vida mais tinha absoluta certeza que poderia senti-las pra sempre, mais meu lado em pânico começou a agir também e me vi espalmando seu peito com mais força para afastá-lo, eu não queria algo tão grande.. não para ser deixada mais uma vez, eu não suportaria.

Levantei meu rosto a tempo de encontrar o dele ainda tranqüilo, os olhos fechados, ele parecia apenas feliz e uma vontade louca de mante-lo sempre assim .. feliz me dominou, mais eu a sufoquei.

– Você é quente.. – ele me confessou e eu senti minhas bochechas esquentarem, ele levantou uma mão roçando os dedos nas pontas do meu cabelo e a simples alusão do seu toque me trouxe calafrios – e cheira a flores.. todas elas – me permiti sorrir.

– E você a mel – tapei minha boca mais uma vez assustada com como era natural eu falar com ele o que normalmente eu guardaria apenas pra mim.

Ele sorriu com minha reação as minhas próprias palavras e estava se aproximando de novo, eu recuei o bastante para ficar a uns 10 metros dele.

– Leah, por favor – ele pediu, e esse ja não era qualquer pedido certo? Era o pedido da minha impressão.. lutei contra o instinto de satisfazê-lo e me virei pra ir embora – eu preciso de você – o ouvi soprar e meio segundo depois ele estava do meu lado – você pode entrar em pânico depois se quiser e não me aceitar depois se quiser também mais eu preciso de você agora por favor..

– Eu não poss..

– Você não quer?

– Eu não posso!! Você é um vampiro por Deus!

– Já aconteceu Leah agora só resta a você decidir se vai viver ignorando isso ou não – os olhos dele suplicavam pra que eu não concordasse com a primeira parte.

– Eu não conseguiria certo? Você já faz parte de mim..

– Na verdade sim você não conseguiria – ele afirmou ainda mais feliz – estou vendo que você não vai conseguir.

– Como esta vendo?

– Hum .. – ele parecia constrangido – eu tenho um dom.. err… parecido com o de Alice..

– Você vê o futuro??!!

– Sim e eu posso ver lobos e mestiços também, foi vendo um dos futuros de Nessie que vi você e o que aconteceria se nós nos encontrássemos.

– Você.. – respirei fundo – você armou isso!!! – os olhos dele arregalaram quando eu tomei esse rumo.

– Não! Iria acontecer você não vê? De qualquer forma iria acontecer.

– E o que mais você vê? Já que eu definitivamente não tenho escolha pra que me preocupar – dei dois passos para traz me afastando do braço que ele levantava em minha direção.

– Leah eu não defino o que vai acontecer eu só as vejo, são as suas decisões que definem tudo..

– Eu não vejo como isso ainda pode ser, você mesmo acabou de dizer que nos viu juntos.

– Você decidiu isso!

– Não eu não decidi, eu não quero..

– Você quer – ele se aproximou e encostou seu corpo mais uma vez no meu – e você decidiu .. – ele cheirou meu cabelo me fazendo fechar os olhos com aquelas reações idiotas acontecendo.

– Quando?

– Exatamente agora.. – ele se inclinou pra mim e eu instintivamente fechei meus braços em seu pescoço, qual era o meu problema? Eu não estava brigando com ele a um segundo atrás… e agora estou aqui ofegante esperando os míseros segundos que faltam pra ele me beijar – ao me beijar de novo – ele terminou o que dizia e o espaço entre nós pressionando os lábios contra os meus, tinha um “q” de urgência agora como se ele quisesse me convencer que não havia mais jeito, eu sabia que não havia, minhas pernas cedendo mais uma vez era um nítido sinal disso.. afinal onde estava a Leah durona que eu penei tanto pra construir como uma armadura ao meu redor? Onde estava toda dor que me sufocava a cada maldito dia? Eu não sabia nem ao menos quem eu era direito.. não nos braços dele me sentindo enfim especial o bastante para ser única e finalmente amada..

– Eu tenho medo – confessei ainda agarrada a ele, eu afundei meu rosto em seu peito como uma garotinha, mais eu não me importava com o quão ridícula estava sendo, eu só queria que ele me garantisse que tudo sairia bem, afinal não havia mais como fugir disso ..

– Não precisa ter.. não em relação a mim – ele respirou fundo e eu sabia que ele não precisava fazer esse gesto era apenas nervoso – eu já amo você.

Meu coração pareceu enfim falhar e eu tive que me esforçar para conseguir ar enquanto podia sentir o sorriso crescendo no rosto dele, então eu o encarei brava por um ligeiro instante.

– Você tem que parar com isso!! Eu não sou a retardada da Bella ou a idiota daquela pirralha pra passar mal cada vez que você me olha então pare!!

– Eu não estou fazendo nada – ele riu e eu gostei daquele som, mais de repente ele estava serio de novo – e você também faz as mesmas coisas comigo.. quer dizer se eu tivesse um coração pra ser disparado ele estaria aos pulos agora.

Me permiti sorrir pra ele mais uma vez tomando consciência de que certo definitivamente eu não era mais eu mesma, o abracei mais forte inalando o cheiro de mel que ele tinha.

– Precisamos ir – ele disse relutante depois de meio minuto, me ouvi bufando ao me separar dele então ele me puxou me abraçando dessa vez mais forte.. – quando eu disse que precisava de você agora eu disse a verdade certo? Fique do meu lado, por favor..

Eu tentei respirar me acalmando do efeito que encará-lo me causava.. ok eu seria como bella e nessie afinal agindo descontrolada e não havia mais jeito pra isso também.

– Tudo bem – eu disse sorrindo – vou ficar com você – então entrelacei sua mão na minha e comecei a andar.

Narciso parecia ter levado um soco, seus olhos estavam ligeiramente espantados e nesse momento que percebi o que havia por traz das minhas palavras… eu poderia virar pra ele e dizer que eu não queria dizer aquilo e sim que ficaria ao seu lado apenas contra os vampiros italianos, mais a quem eu queria enganar? Eu o queria e ficaria com ele independente de tudo e isso não teria mais volta, apertei sua mão recebendo um aperto dele também como resposta, ele sorriu pra mim e enquanto começava a correr de volta a mansão e eu pela milésima vez tentava respirar de forma decente: eu via que estava certa.. eu ficaria com ele .. independente até de mim mesma… eu já o amava também.

 
Anúncios