Carlisle – Jasper?

Jasper – Eles nos fornecerão os números. E os recém nascidos não sabem que os lobisomens

existem. Isso nos dará uma vantagem.

Carlisle – Vamos ter que nos coordenar.

Edward não está feliz, mas cede a si mesmo. Bella está em pânico.

TSE – BLUE DRAFT

Carlisle – Lutar com recém-nascidos requer o conhecimento que Jasper tem. Já estamos

planejando um encontro estratégico.

Jacob – Diga a hora e o lugar.

INT. CADA DOS CULLEN – FESTA – UM MINUTO MAIS TARDE.

Jacob, Quil e Embry seguem em direção à porta. Bella agarra o braço de Jacob.

Bella – Jake, espera. Vocês não sabem onde vocês estão se metendo –

Jacob -Isso é o que nós fazemos. Você deveria ser feliz. Olhe pra nós. Trabalhamos juntos.

Você é a pessoa que nos queria desse jeito.

E Jacob avança em passos largos, deixando-a no meio dos convidados. Enquanto o som da

música aumenta mais ainda, destaque na cara de preocupação de Bella.

EXT – CLAREIRA – AMANHECER.

O silêncio misterioso causa um contraste com a cena barulhenta anterior. É um campo bem

grande cercado por uma floresta densa. A neblina está muito densa, é um dia nublado,

cinzento. De repente, o silêncio é quebrado por Emmett sendo atirado contra o ar, debatendose

em câmera lenta. Ele cai duramente de costas no chão, mas imediatamente dá um salto e

fica em pé pra encarar Jasper, a pessoa que o atirou.

Emmett – De novo.

Incluam Carlisle, Esme, Alice e Rosalie que assistem a luta.

Foco no Volvo que chega derrapando e pára perto do carro de Jasper. Edward e Bella saem e

seguem juntos pelo campo. No meio do caminho, Edward pára.

Edward – Eles estão aqui.

No limite das árvores, fora da névoa, estão 8 lobos gigantes esquivados, tão cautelosos quanto

os Cullen estão. Emmett reconhece Paul, seus olhos se encontram, ambos desejando uma

revanche.

Bella (pra Edward) – Mais dois entraram no bando.

Edward – Eles são jovens. Muito jovens.

Carlisle se junta à Edward, que está lendo a mente dos lobos.

Edward – Eles não confiam na gente o bastante pra ficarem na forma humana.

Carlisle – Eles estão aqui. Isso é o que importa.

Bella vê o lobo castanho avermelhado quando ele se vira na direção dela.

Bella – Jake…

Ele parece estar quase sorrindo, sua língua pra fora. Um olhar do lobo Sam avisa lobo Jake pra

se concentrar. Carlisle pergunta a Edward:

Carlisle – Vai traduzir?

Edward concorda. Carlisle se move lentamente em direção ao bando. Lobo Sam, o maior e o

mais negro, dá uns passos a frente.

Carlisle – Bem vindo.

Edward (lendo a mente de Sam)- Ele diz que vai assistir e ouvir, mas isso é o máximo que nós

podemos pedir pelo auto-controle deles.

Carlisle -Vai ficar tudo bem. Jasper tem experiência com recém-nascidos. Ele irá nos ensinar a

combatê-los.

Edward – Ele quer saber quão diferentes de nós os recém-nascidos são.

Carlisle – São muito mais fortes que nós, por causa de seus próprios sangues humanos que

correm em suas veias. Nosso tipo nunca é mais fisicamente poderoso do que em nossos

primeiros meses nessa vida.

O bando entra. Carlisle acena para Jasper assumir. Inicialmente Jasper ficar inconfortável com

ambos os lobos e a atenção. Mas dá um passo a frente.

Jasper – Carlisle está certo. É para isso que recém-criados são criados, para exércitos.

Edward – Um deles – Quil – ele quer saber quantos vampiros constituem o exército. Ele parece

ficar nervoso… Pelo termo.

Se era possível para um lobo parecer envergonhado, Quil o fez. Jasper sorriu.

Jasper – “Exército” é uma expressão para um largo número de recém-criados. A boa noticia é

que eles não estão em milhares, como um exercito de humanos. E má noticia é que nenhum

exército humano poderia contra eles. Mas eles não são treinados, e sua sede os fazem

selvagens. Voláteis. O que pode ajudar o nosso lado.

Jasper move-se para o centro do campo para uma demonstração, ele fica no comando, como

um líder no controle.

Bella observa surpresa para esse Jasper emergir. O bando senta-se, ou deita para observar,

prontos para saltar se necessário.

Jasper – As duas coisas mais importantes para se lembrar são, primeiro, nunca deixem que

eles coloquem os braços sobre vocês. Ele vão arrancar suas cabeças tão rápido que elas vão

rodar. Segundo, nunca tentem a morte obvia. Eles estarão preparados para isso. E vocês irão

perder. Emmett? (gesta para que ele ataque) Não reprima.

Emmett – Não é da minha natureza.

Emmett avança em Jasper com uma velocidade impossível, mas Jasper é um borrão virtual.

Emmett ataca inúmeras vezes, seus braços fortes agarram o ar. Jasper para longe o bastante

para dizer

Jasper – Você tem que chegar neles pelo lado, e continuar se movimentando. Sempre em

movimento.

Emmett ataca novamente com resultados similares, até que, de repente, ele congela

– Jasper o tem por trás, seus dentes a uma polegada da garganta do Emmett.

Bella é pega de surpresa pelas habilidades de Jasper.E há um murmurinho impressionado entre

os lobos que estavam olhando.

SEQUÊNCIA DE TREINAMENTO – UMA SÉRIE DE TOMADAS:

Todos revezam lutando com Jasper,ou fazendo duplas e lutando entre si.São todos borrões,que

quase tornam-se visíveis quando a câmera muda para a câmera-lenta,

para mostrar uma violenta, porém extraordinária dança.

Alice e Jasper disputam, pulando, se dobrando.Jasper se lança sobre ela,mas com

seus olhos vidrados.Sem olhá-lo, ela vê suas ações antes dele fazê-las.Do nada,Alice

está empoleirada nas suas costas; ela beija seu pescoço.

Alice – Te peguei.

Edward e Carlisle se atacam,mas Edward pode ler a mente do Carlisle o que o dá vantagem.Ele

se desvencilha do aperto de Carlisle,depois se choca contra ele,fazendo um rude som.

Jasper (Voz)- Foco na velocidade, agilidade, deixe seu oponente com a guarda baixa…

Os lobos se levantam, olhando atentamente,desejando entrar na briga,mas se seguram.

Jasper (Voz)- Use seus passos contra eles – sim, bom…

ÂNGULO NA BELLA – Olhando ansiosamente os fortes,vida e morte,jogos de guerra.

Um focinho peludo esfrega seu rosto. Jacob- lobo está ao seu lado, seus olhos transportam

preocupação. Ela, pensativa, olha para o campo.

Bella – Vai ser cem vezes pior que isso, não vai?

Uma sensação de ansiedade passa pelos rostos dos Cullen e dos lobos.

Bella – Alguns de vocês poderão não estar aqui,mais tarde. Por minha causa.

Uma batida – então Jacob “fuça” o rosto dela de novo. Ela o acaricia. Encosta-se nele.

Edward – Já encerramos por hoje.

Edward aparece de repente ao seu lado. Sua expressão é calma, mas firme. Os olhos de lobo de

Jacob fixam-se neles… Então se junta ao seu bando na floresta.

EXT- CLAREIRA- MAIS TARDE NAQUELE DIA

O Jeep segue com Carlisle, Esme, Rosalie e Emmett.

Bella senta-se no Volvo. Jasper se aproxima chutando a lama de seus pés,tirando a sujeira.Bella

olha para ele como se fosse a primeira em que o viu.

Bella – Jasper… Há algo que eu possa fazer para ajudar?

Jasper – Somente sua presença e o seu cheiro irão distrair os recém-nascidos. Seus

instintos de caçadores irão deixá-los loucos.

Bella – Bom. Fico contente. Como que você sabe tanto sobre isso?

Jasper (abatido e relutante)-Eu não tive o mesmo tipo de… Educação que meus irmãos.

Esperando terminar a conversa, ele começa a se afastar, mas ela pula para fora do

Jeep,seguindo ele.

Ele para,repara no seu olhar curioso. Devagar, ele levanta uma manga de sua camisa.

Mostra a ela…

FOCO NO BRAÇO DE JASPER

De primeira, não vemos nada na pálida pele cinza. Então se torna mais claro, seu braço está

cheio de várias cicatrizes brancas na forma de meia-lua. Bella está chocada.

Bella – Isso são mordidas. Como a minha.

Jasper – Cicatrizes de batalha. Todo meu treinamento para a Confederação do Exército foi

inútil contra os recém-nascidos. Mesmo assim nunca perdi uma luta.

Bella – Isso foi durante a Guerra Civil?

Ele assente enquanto começa a andar. Ela anda ao lado dele.

Jasper – Eu era o major mais novo na cavalaria. Consegui isso sem ter visto um combate real,

até que…

Bella (incentivando) – Até que…

Jasper – Eu cruzei o caminho com uma imortal. Maria…

Foco no rosto de Jasper, sombrio relembrando o passado…

DESERTO DE HOUSTON – TEXAS – NOITE (1863)

Corta para o rosto humano de Jasper, bronzeado e corado por causa de sua gavalgada com o

cavalo na dificil estrada. Ele parece elegante no seu uniforme do Exército.

Jasper (voz) – Eu estava voltando para Galveston após ajudar uma mulher e sua criança…

Quando eu a vi…

Ele desacelera quando vê três mulheres usando leves vestidos e magras demais. A beleza delas

o impressionou. Maria, mexicana, cabelo preto, pele de porcelana está no meio de duas loiras.

Lucy e Nettie. Ele desmonta, saudando polidamente. Maria o examina detalhadamente.

Jasper – Como um cavaleiro do sudeste que eu era imediatamente ofereci ajuda.

Lucy (inalando seu cheiro) – Hum. Amável. E é um oficial.

Nettie – Você é melhor nisso, Maria. Eu nunca consigo parar uma vez que eu começo.

Jasper está confuso, mas hipnotizado à medida que Maria chega perto.

Maria – Qual seu nome, soldado?

Jasper – Major Jasper Whitlock, Madame.

Maria – Eu espero que você sobreviva. Você será uma excelente adição.

EXTERNA – CLAREAMENTO DA FLORESTA – DIA

VOLTA EM JASPER que para de andar,a memória dolorosa lavando-o novamente.Bella vai para

um tronco caído,senta.Pronta para continuar ouvindo-o.

Bella – Maria estava criando um exército?

Jasper – Eu me tornei seu segundo em comando. Depois,exércitos eram comuns no Sul. Eles

eram constantes… Batalhas brutais por território.

EXTERNA – DESERTO DO TEXAS – NOITE – ANO 1860

CORTA NO ROSTO DE JASPER, OLHOS VERMELHOS – ele está quase irreconhecível com sua

ferocidade na medida em que rompe através de um exército de recém-nascidos opositores,

rasgando fora membros, braços, cabeças. Ele é um lutador aterrorizante.

Jasper – Maria venceu todas as batalhas. Ela era esperta e cuidadosa. E ela me tinha. Minha

habilidade de controlar emoções serviu muito bem para ela.

INTERIOR – CELEIRO – DIA – ANO 1800

Jasper treina um grupo de recém-nascido,demonstrando manobras de ataque e defesa. Eles

são um bando de aparência selvagem. Os olhos de Jasper estão vermelho-fogo, seu rosto duro,

frio.

Até ele cruzar com um jovem ,inocente, de 15 anos.Jasper nunca havia amolecido.O garoto

olhou claramente para ele.

Jasper – Eu treinei os recém-nascidos dela. Uma profissão sem fim, já que ela não os

deixava viver mais que um ano.

Um forte recém-nascido facilmente derruba o jovem.Maria aparece atrás de Jasper,

agarrando-o e dando-o um beijo,dominante e impuro.Ela sussurrou para ele dar um

presente ao garoto.

Jasper – Era meu trabalho eliminá-los.

INTERIOR – CELEIRO – NOITE

Jasper se aproxima do menino que olha e sorri. Ele se surpreende quando Jasper coloca seu

braço em sua garganta.

Jasper – Eu podia sentir… Tudo o que eles sentiam.

Vemos o desespero de Jasper ao sufocar o menino com um abraço, antes de girar sua

cabeça, arrancando-a.

EXTERNO – CLAREIRA – DIA

VOLTA PARA JASPER- Seu desespero era como fosse ontem o ocorrido. Alice surge próxima a

ele.

Jasper – Eu pensava que Maria e eu tínhamos uma ligação. Mas ela apenas me usou, como

marionete. Ela puxou as cordas. Eu não sabia que havia outra maneira… Até encontrar Alice.

Ela deve ter me visto chegando, é claro.

Alice – Me manteve esperando o suficiente.

Jasper (inclinando a cabeça) – Me perdoe, Madame.

Jasper – Eu não sei o que teria virado sem ela.

Alice envolve seus braços em Jasper.

Alice – SHH, você nunca terá que ser aquele novamente.

Alice tenta beijar as cicatrizes. Bella retira-se. Absorvendo tudo isso.

EXT. CASA DA BELLA – NOITE.

Impulsiona-se ao secundo andar… Janela escurecida de Bella.

EXT. CLAREIRA DA FLORESTA- NOITE (SEQUENCIA DO SONHO)

Encontramos Bella de volta a clareira. Sozinha. Câmera circula em volta dela e por cima do seu

ombro e vemos, Jasper em sua frente. Em seguida, Maria caminha para próximo de Jasper.

Sussurra sedutoramente em seu ouvido. Não ouvimos. Mas temos um closer nos olhos de

Jasper. Eles começam a se tornarem vermelho sangue, enlouquecido de sede. Move-se

novamente para descobrirmos que não é mais Maria ao seu lado. É Victoria.

Ela avança para Bella, mas por um instante, em vez de correr, ela enfrenta seu inimigo e treme.

INT. QUARTO DA BELLA – NOITE

Bella na cama – no centro – Edward segura seu pulso. Ela estava sonhando, mas a punho era

real. Foca seus olhos, percebendo que ela tremia em Edward. O coração dela está acelerado.

Bella – O intruso, o exército de recém-nascidos.

Eles todos são seus fantoches. (Edward recua). Victoria…

Edward – Alice teria visto Victoria decidir fazer um exército.

A não ser ela se esconda por trás deles. Permitir que alguém decida. Talvez ela descobriu como

funcionam as visões de Alice. Edward ergue-se, considerando.

Edward – Confie em mim – eu quero que seja ela. Eu quero-a por perto. Para acabar com ela eu

mesmo, com minhas próprias mãos.

Ela vê a escuridão no rosto dele. Não certa do que fazer com o lado assassino dele.

EXTERNA SEATTLE – SOB UMA PONTE – NOITE

Está escuro. Riley aparece nas sombras arrastando pelo colarinho um quase

inconsciente,atlético rapaz. TRISTAN, 18 anos. Riley sem esforço puxa o peso de Tristan atrás

de si enquanto percorre o longo trecho da passagem subterrânea.

NO ROSTO DE TRISTAN – Ele tenta desesperadamente focalizar.O choque de sua cabeça

impede a lucidez.

Tristan – Pare… Eu…

Mas ele é arrastado sobre uma pedra. Gritos de dor.

Riley o ignora,finalmente atingindo seu destino.Ele liberta Tristan,que cai duro no chão.

Tristan é cegado pela escuridão,tonto, aterrorizado. – ele começa a rastejar para fora.

Ele não percebe um par de botas apertando o passo atrás dele. Ele consegue chegar a seus

pés,perto de correr…

De repente,uma mão o puxa para trás… É Victoria. Ela o força a seus joelhos; ele de

costas para ela. (Nota: Tristan nunca vê Victoria) Ela lança um sorriso para Riley –

Ele o retribui, afastando-se do sangue que vai vindo.

Ela empurra a cabeça de Tristan para o lado, revelando seu pescoço.

Victoria (sussurra a Tristan)- Bem vindo ao exército. (então a Riley) Estamos prontos.

EXTERIOR DA CASA DA BELLA – DIA.

Edward sai com a Bella nos calcanhares.

Bella – Espere.

Edward – Eles estarão aqui logo, Bella.

Bella – Eu sei. É por que… Eu queria te perguntar uma coisa. (fora de seu olhar) Você

daria sua vida por mim, não daria?

Edward – Claro que sim.

Bella – O que mais você daria?

Edward – Qualquer coisa

Bella – Bom. Então eu me sinto melhor em lhe pedir isso. Eu quero que você fique fora da luta

Edward – Eu não posso, Bella.

Bella – Eu não posso perder você.

Edward – Eu não estarei longe, e acabará logo. Com os lobos ao nosso lado, não sobrará muito

para nós fazermos alguma coisa.

Bella – Se não terá muito para fazer, então você não é necessário, não é?

Edward parece ter sido pego por sua própria lógica.

Bella – E é o orgulho que está fazendo você ir. Bem, eu estou pedindo para deixar isso de lado.

Eu sei que seria preciso muita coragem. (Edward ainda está resistente)

Sem mais truques. Sem mais meias-verdades. Nós ficaremos juntos, de um jeito ou de outro.

Ou você vem comigo, ou irei para a batalha com você.

Edward resiste. Sabe que ela está certa, mas resiste. Ela percebe que ele está oscilando, ela o

pressiona… Relutando em dizer as palavras que sabe serão pesadas para ele.

Bella – Edward, eu já fiquei louca uma vez. Se você me deixar de novo…

Sim. Aquelas eram as palavras que poderiam despertar sua culpa. Ele olha pra baixo. Ela se

sente péssima, mas não se arrepende.

Bella – Só há duas alternativas. Nós dois dentro ou nós dois fora.

Edward luta com sua consciência. Perde.

Edward -Então eu escolho a alternativa com a qual eu posso conviver.

Ele a puxa pra perto dele. Bella se sente aliviada e culpada.

EXT – CLAREIRA NA FLORESTA.

Jacob encara Edward e Bella. Eles estão no meio do campo. Jasper está há poucos passos atrás

de Edward.

Jacob (zombando) – Você não tá brigando? O que? Mostre os músculos ou alguma coisa assim.

Bella – Ele está fazendo isso por mim, ok?

Jacob – Que seja. Só me fale sobre o plano.

Jasper dá uns passos a frente ligeiramente.

Jasper – O campo nos dará uma vantagem na batalha. Nós podemos atrair os recém-nascidos

com o cheiro da Bella, mas isso precisa terminar aqui.

Bella – Edward e eu estamos indo acampar. Mas até se ele me carregar, eles vão diferenciar

nosso cheiro.

Edward – Seu cheiro, contudo, é revoltante.

Jacob – Cara, você não quer mesmo começar a comparar o mau cheiro.

Bella – Ele que dizer que o seu cheiro irá cobrir o meu se me carregar…

Jacob – Feito!

Edward – (para Jasper) Isto é uma má idéia…

Jasper – Edward, eles não vão querer chegar perto do cheiro dele.

Bella – Vamos testar.

Edward finalmente concorda. Ela estende seus braços para Jacob. Ele sorri a carrega, e a

aperta forte.

Jacob Eau de lobo* chegando…

* algo como colônia de lobo, fragrância.

Edward –Corre!

EXT. FLORESTA – DIA

Jacob corre pelas árvores carregando Bella – sem a super velocidade – velocidade humana,

mas rápido, e sem suar. Algum tempo passou e Jacob desce Bella. Eles começam a andar,

circulando devagar do ponto de partida.

Jacob – Veremos se isso funciona. Pessoalmente eu acho que cheiro bem. Você já sentiu algo?

Bella – Nada além do cheiro normal de garoto.

Jacob – Você irá me pedir para ficar fora da luta também? Ou não se importa com a minha

segurança?

Bella – É claro que me importo, mas você diria não. (esperançosa) A não ser que considere…

Jacob – Sim, certo… (mudando de assunto) Mas isso não significa que ele te ame mais.

E eu não tenho escolha, de qualquer forma. Desde que deixei Sam ser o alfa,eu tenho que

viver de acordo com as ordens dele.

Bella – Espere… Você o deixou ser o alfa? O que isso significa?

Jacob – (considera; finalmente) Tecnicamente, eu deveria ser o alfa. É uma coisa de

linhagem. Eu também deveria ser o chefe de toda a tribo. Mas eu desisti quando Sam

se ofereceu.

Bella – Você está brincando.

Jacob– Eu não queria estar no bando, muito menos ser o líder.

Bella – (olhando-o de uma nova maneira) UAU! Chefe Jacob.

Anúncios